Geno vem a público pela primeira vez falar da disputa judicial sobre a dupla “Gino e Geno”

Postado em 09/02/2019 9:14

Após a publicação em outros órgãos de imprensa que a nova dupla Gino e Geno havia conseguido na justiça o direito de usar o nome “Gino e Geno”, a família de Geraldo Alves dos Santos, o “Geno” procurou o Sistema MPA para esclarecer alguns fatos. Entre eles a participação em shows anteriormente marcados e também sobre a decisão judicial.

Sobre a decisão na justiça, houve a suspensão provisória da liminar. Não a revogação. Isso somente suspende provisoriamente os efeitos da liminar. Multa diária e afins. A liminar não é extinta. A suspensão da liminar, não é uma autorização para que usem a marca. E isso não confere direitos e de forma alguma, entrega a marca a quem quer que seja. “Já tomamos as medidas cabíveis e a audiência já foi marcada. Eles continuam fazendo o uso do nome sem a autorização do meu pai (Geno) e sem autorização judicial. Além disso a patente “Gino e Geno” está em nome do meu pai junto ao INPI órgão regulador de marcas no Brasil”, explica Lorena Santos, filha de Geno.

Ainda segundo Lorena, eles acusam Geno de sair da dupla mesmo com uma agenda de shows já vendida e isso causaria prejuízos. Mas a presença de Geno nos shows estava garantida e o próprio cantor se prontificou a isso e tal documentação está anexada no processo. (veja abaixo)

Geno sempre foi uma pessoa muito discreta e dentro desse processo judicial não é diferente. A discussão é maior pois envolve o nome do qual Geraldo é conhecido por quase meio século. Geno e Geraldo Alves dos Santos são a mesma pessoa, assim ele e os amantes da música sertaneja acreditam, após uma carreira brilhante, não conseguirão separar a marca “Geno” da pessoa “Geraldo”.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios