Publicidade

Secretaria de Saúde de Araxá tem dificuldades na compra de medicamentos fundamentais para sedar e pacientes em UTIs

Postado em 18/06/2020 18:56

O sistema de saúde ele é complexo, uma rede interligada que permite a cura ou um desalinhamento que impede o trabalho de toda a rede na tentativa de cura. A cidade de Araxá passa por um exemplo desse ponto fora do previsto, é que a secretaria de saúde não consegue comprar os medicamentos sedativos e que são essenciais na sedação dos pacientes. A única saída é estabelecer novamente o fechamento do comércio, mesmo com leitos disponíveis.

O Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 da cidade de Araxá recebeu a informação da própria secretaria de saúde, apenas comércios considerados essenciais, como supermercados, farmácias, padarias e açougues devem continuar funcionamento. O motivo é a falta de anestésicos e de bloqueadores neuromusculares, que são fundamentais para sedar e pacientes em UTIs e em outros procedimentos médicos, como Acidente Vascular Cerebral (AVC) e infarto. Com a pandemia de coronavírus, esses medicamentos estão em falta no Brasil e em Minas Gerais. O comitê decidiu fechar o comércio de Araxá, como forma de diminuir o risco de contágio por Covid-19.

A medida vai começar a valer a partir da próxima segunda-feira (22) e vai durar uma semana. Após isso, o comitê vai se reunir de novo para reavaliar a situação do contágio de coronavírus em Araxá, o abastecimento desses medicamentos e o índice de ocupação de leitos de UTIs para Covid-19 na cidade. 

 

Publicidade
Veja também
Publicidade
Noticias relevantes:
Publicidade
Publicidade
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!