Saiba o que fazer em caso de vermelhidão ou se a pele descascar, após excesso de sol.

Postado em 13/01/2018 13:16

Se expor por muito tempo ao sol é perigoso e está fora de moda. Isso não significa que a pele não pode ter aquele aspecto bronzeado saudável. Para aproveitar as férias com sol ou mormaço, é necessário cuidados com a pele para manter o bronzeado e não descascar. O descascamento é algo natural quando há uma exposição prolongada ao sol, principalmente para as pessoas com peles mais claras e sensíveis.

 402246 Não puxe a casquinha que esta descascando passe um creme hidratante
Não puxe a pele que esta descascando, passe um creme hidratante.

Confira algumas dicas para evitar que a pele descasque.

Se a pele está descascando é sinal de que houve excesso na exposição ao sol e que não passou o protetor solar de forma suficiente. Portanto, quando for à praia ou ao clube, passe o filtro solar pelo menos a cada duas horas, ou ainda, toda vez que sair da água (não se esquecendo de tomar uma ducha para tirar o excesso de sal ou cloro da pele antes de passar o produto). Além de prevenir câncer de pele, esses cremes de proteção evitam manchas, ajudando a manter um bronzeado contínuo.

Evite os horários entre as 10 e as 16 horas. Esse período é considerado mais agressivo, pois é quando existe uma maior incidência dos raios ultravioletas do tipo B, causador do câncer de pele.

Não puxe a pele (casquinha) que está descascando. Se coçar, passe hidratante. Essa pequena escama que sai é sinal que ela foi agredida pelo sol e está se refazendo. Evite se expor ao sol nesta fase para não causar mais queimaduras e até infecções. É recomendável utilizar cremes hidratantes à base de óleos de amêndoas.

Mas e quando se esquece da vida, passa do limite e fica queimada demais? O que fazer? Confira a seguir as dicas 

Saiba o que fazer em caso de vermelhidão ou se a pele descascar, após excesso de sol.

 

COMPRESSAS: “Compressas geladas de água ou de chá de camomila acalmam e resfriam a pele”, diz Christiane.

BANHOS: “Evite banhos longos e com pressão de água forte para não ressecar a pele e criar bolhas”, ensina Lilian Delorenze.

HIDRATAÇÃO: “Também é preciso manter uma boa hidratação na região queimada, com cremes específicos para o perfil de pele do paciente. Dar preferência a produtos à base de calamina, aloe vera, camomila, calêndula ou alfa bisabolol, que acalmam a região”, afirma Christiane Gonzaga.

RECEITA CASEIRA: “Dica de loção calmante e anti-inflamatória: combine suco de pepino e leite de coco natural, misturando e fazendo uma loção spray hidratante, que irá garantir a umidade da pele e hidratação necessária nesse momento”, ensina Lilian Delorenze.

BOLHAS: “Neste caso, é preciso usar um creme corticoide indicado pelo dermatologista”, diz Christiane Gonzaga.

ÁGUA: “Além disso, é preciso beber muita água para manter o corpo hidratado, evitando a desidratação”, complementa Christiane Gonzaga.

NADA DE SOL: “Outra dica é esperar um tempo até se expor ao sol de novo. Mesmo depois da vermelhidão ter cessado, a coceira e a sensibilidade na área queimada podem persistir por muito tempo. Por isso, o ideal é esperar duas semanas”, afirma Christiane Gonzaga.

SEGURE A TENTAÇÃO! “Evite, também, puxar a pele que está descascando, para não criar feridas e manchas posteriores”, lembra Lilian Delorenze.

fonte: https://oglobo.globo.com/ela/beleza/dermatologistas-ensinam-como-recuperar-pele-apos-excesso-de-sol-22220473#ixzz5450PEpzy 
stest 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com