Outubro Rosa: cirurgião plástico explica procedimento para reconstrução de mama

Postado em 04/10/2016 19:01

817c9096-8e3d-4407-a15c-8c9f1968defe

Algumas mulheres nascem com determinadas síndromes que impedem o desenvolvimento pleno das mamas. Nessas situações, o mais comum é que a mulher afetada tenha um seio normal e o outro de tamanho muito inferior.

Algumas condições ainda mais raras determinam que as mulheres nasçam sem nenhum tecido mamário. Outras nascem com os seios normais, mas os perdem parcial ou totalmente ao longo da vida devido a traumatismos, infecções, tumores benignos ou câncer.

A ausência da mama obviamente acarreta inúmeros problemas físicos e psicológicos. Felizmente, o restabelecimento desse importante símbolo de feminilidade pode ser obtido pela Reconstrução Mamária por um cirurgião plástico devidamente habilitado. 

Sobre este assunto Sílvio França conversou com o cirurgião plástico André Morais (foto) que explicou as várias situações em que é possível resgatar a autoestima da paciente. Na entrevista, o profissional desmistifica alguns mitos ainda sobre a prótese de silicone:

O consultório do Dr. André Morais, fica localizado na Av. Antônio Olímpio de Morais, n. 545. sala 1316 – Edifício Costa Rangel. Telefone (37) 3016-1718.

Atualmente, grande parte das reconstruções é realizada em pacientes que desenvolveram câncer de mama. Depois dos diversos tipos de câncer de pele, este tumor é o mais frequente na população feminina em todo o mundo e novos casos são registrados diariamente.

Existem diversos tipos de câncer de mama e eles podem ser diagnosticados em distintos estágios de evolução. Portanto, tratamentos diferentes são indicados para cada paciente de acordo com o tipo e com a gravidade do tumor. O tratamento pode incluir cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia, fisioterapia e consultas com psicólogos, entre outros.

A depender de quão afetada pelo câncer estiver a mama, a cirurgia pode envolver a retirada total da mama (mastectomia) ou apenas a ressecção parcial. As técnicas de reconstrução a serem escolhidas dependem do estado clínico, do tipo físico, da extensão da cirurgia de retirada do tumor e dos outros tratamentos que cada paciente está recebendo ou vai receber (por exemplo, radioterapia ou quimioterapia).

Menos frequentemente, a Reconstrução é indicada em pacientes que não apresentam câncer. Algumas mulheres podem ser vítimas de traumatismos ou da retirada cirúrgica de lesões benignas nas mamas que podem causar distorções estéticas. Nesses casos, a Reconstrução Mamária também pode estar indicada.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com