Minas decreta situação de emergência devido a febre amarela

Postado em 13/01/2017 14:52

febre amarela

O governador Fernando Pimentel (PT) decretou situação de emergência em saúde pública regional em decorrência do surto de febre amarela em municípios das regiões do Vale do Aço, Rio Doce e Mucuri, que concentram a maior parte dos casos suspeitos da doença até o momento. O decreto é válido por 180 dias, na área da abrangência das Unidades Regionais de Saúde de Coronel Fabriciano, Governador Valadares, Manhumirim e Teófilo Otoni. 

O texto, que foi publicado na edição desta sexta-feira (13) do Diário Oficial do Estado, o Minas Gerais, cria ainda a Sala de Situação, que irá monitorar os casos de febre amarela no Estado.

No decreto, o Estado justifica que a doença é de notificação imediata e compulsória, conforme portaria do Ministério da Saúde, e de potencial epidêmico e de elevada letalidade. O governador lembrou ainda que em janeiro já foram notificados 48 casos suspeitos da doença, sendo 16 deles com confirmação para febre amarela. Do total, 14 casos resultaram em morte, sendo que oito delas foram, comprovadamente, causadas pela febre amarela. A morte de macacos na região também foi citada no texto.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com