Publicidade

Secretário de Saúde diz que Divinópolis está próximo de um colapso em relação leitos para Covid-19

Postado em 10/03/2021 19:19

 

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, 10, o secretário Municipal de Saúde, Alan Rodrigo, falou sobre a situação dos leitos para tratamento de Covid-19 em Divinópolis. 

Advertisement

 Segundo Alan, os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que atendem pacientes que não estão com  Covid-19 estão lotados. “Hoje temos 20 pacientes da Macrorregião aguardado vaga. São 20 pessoas graves sendo atendidas em uma enfermaria até que apareça uma vaga de UTI para ela. Esse é o cenário. A gente evita usar o termo colapso, mas estamos próximos disso. Uma vez que, se os próprios leitos de UTI Não Covid já extrapolaram, se a gente extrapolar os leitos Covid, não teremos nem onde abrir mais leitos nesse momento”, disse o secretário. 

Nesta quarta, 20 pessoas estão internadas em quartos de enfermaria e aguardam uma vaga de CTI. No Hospital de Campanha, a ala dos leitos de enfermaria já atingiu 100% de ocupação e restam poucos leitos de UTI.

Alan ainda falou sobre a possibilidade da Onda Roxa. Nesta quarta, o Comitê Extraordinário manteve a região Oeste fora da etapa mais restritiva do programa. O secretário afirma que a decisão é apenas do estado:

“A realidade condiz com a Onda Roxa, mas a decisão deve partir do Estado e deve ser determinada à Macrorreregião. A população de Divinópolis precisa se preparar, realmente, porque a gente está num cenário bem preocupante, mas a alocação da Onda depende do Governo Estadual. Se uma medida de tamanha restrição for tomada de maneira isolada por um município, pode ser um problema. Como o plano de ação é regional, isso pode não ser aderido pelos outros município da região e a agente pode acabar sofrendo um grande fluxo de pacientes trazidos para Divinópolis. Então a gente entende que tem que ser uma medida do governo”.

Sobre a Covid-19, Divinópolis confirmou mais uma morte e mais de 60% dos leitos ocupados, nesta quarta, 10.

A Unidade de Pronto Atendimento Padre Roberto tem 25 leitos de CTI Adulto no Hospital de Campanha e, destes, 17 estão ocupados. De acordo com o relatório emitido na tarde de hoje (10/03), destes 17 pacientes, três são de pessoas de Divinópolis e 14 de pacientes de outras cidades da região e até de outras regiões. A enfermaria adulto da UPA está com 100% de ocupação dos seus 12 leitos e a enfermaria infantil tem ocupação de 50% com oito leitos ocupados e oito livres. 
 
A defesa do secretário foi também pela reativação de leitos. “É muito importante que o Estado busque alternativas para a reativação imediata de leitos de hospitais da região que foram desativados no final do ano passado. Esta ação pode melhorar a situação da ocupação de leitos em toda a região para que não seja necessário chegar à Onda Roxa” observou.
 
A macro região de Saúde, a qual pertence Divinópolis, está com 94% de ocupação dos leitos de enfermaria e de 85% dos leitos de CTI, reservados para Covid-19, ocupados. 
 
A Secretaria Municipal de Saúde reforça que, diante do atual cenário do país, em relação à pandemia do coronavírus, é fundamental que a população não relaxe nas medidas preventivas. O distanciamento social, a não aglomeração, o uso frequente de álcool e a constante higienização das mãos, são regras que todos devem seguir rigorosamente para evitar que a situação se agrave ainda mais.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!