Publicidade

MP alega falta de elementos para abrir investigação contra fura-filas da vacina em Divinópolis

Postado em 25/02/2021 15:50

 

O Ministério Público de Minas Gerais (MP) descartou, momentaneamente, abrir um inquérito para investigar as denúncias de que pessoas fora da faixa prioritária teriam se vacinado contra a Covid-19 em Divinópolis.

Advertisement

Segundo o MP, até o momento, não chegaram ao conhecimento elementos de informação mínimos sobre casos de “fura-filas” que justifiquem a instauração de procedimento investigativo específico.

O MP confirmou o recebimento de ofício encaminhado pela Câmara de Divinópolis, que pede providências quanto a eventual falta de transparência da Secretaria Municipal de Saúde.

A promotoria informou que a solicitação da Câmara Municipal foi juntada ao procedimento administrativo nº 0223.20.000315-8 (atuação conjunta da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde de Divinópolis e da Coordenadoria Regional de Defesa da Saúde), instaurado em 2020, com o objetivo de acompanhar as providências adotadas pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e pela Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis em relação à pandemia no município, no qual estão sendo diligenciadas as medidas que se mostram adequadas.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!