Publicidade

Brasil mostra interesse em consórcio para produção de vacina contra Covid-19

Postado em 27/06/2020 12:21

Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, em Brasília, os membros do governo tentaram explicar onde conseguirão a anunciada vacina da Covid-19, segundo o ministério da saúde é a intenção de entrar em um consórcio na Inglaterra e a data para início da operação depende da elaboração do princípio ativo, depois as liberações e na terceira fase a produção dentro do Brasil, pela Fiocruz, a produção e distribuição dela. Não existe data para o início dessa operação, espera-se para o mês de dezembro de 2020 ou janeiro de 2021.

A vacina contra Covid-19 é anunciada como uma estratégia de combate ao coronavírus, explicou o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Hélio Angotti. “Toda a comunidade científica e acadêmica do Brasil tem se movido no sentido de buscar várias soluções”. O secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia disse que se busca essa tecnologia. “Estamos anunciando um grande avanço no desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil. Se demonstrada eficácia, serão 100 milhões de doses da vacina à disposição da população brasileira”, disse.

O Brasil na verdade demonstra assim interesse e ainda não assinou nenhum acordo para disponibilização no futuro de doses de uma vacina que está sendo testada para o tratamento da covid-19. O medicamento está sendo desenvolvido em uma iniciativa conjunta da Universidade de Oxford e de um laboratório no Reino Unido.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!