Besouros que invadiram Divinópolis podem causar queimaduras

Postado em 28/11/2016 8:11

A invasão de besouros em Divinópolis e cidades da região Centro-Oeste causou burburinho nas redes sociais durante o final de semana. Imagens de uma criança com o rosto queimado e o relato de uma mulher afirmando que a queimadura foi provocada por um besouro, tem circulado nos aplicativos de troca instantânea de mensagens e deixado a população preocupada, mas afinal, esses insetos são prejudiciais a saúde?

De acordo com a médica Patrícia Drumond Ciruffo, do Serviço de Toxicologia do Hospital João XXIII, o inseto não inocula veneno, não pica e não apresentam risco à saúde das pessoas, mas a médica alerta quanto a um líquido liberado pelo inseto ao pousar em alguém. O ácido fórmico liberado pelo besouro em contato com a pele, pode causar queimadura superficial, na epiderme, mas não coloca a saúde em risco. A médica ainda firmou que o animal não é peçonhento.

Em caso de contato com besouro, a orientação é lavar o local com água corrente e limpa e sabão. O uso de álcool, cremes, pomadas ou qualquer produto pode prejudicar ainda mais a queimadura. A médica ainda orienta que após lavar a queimadura é necessário evitar tocar para que não haja infecção. Segundo ela, essas queimaduras superficiais podem ocorrer em contato com o ácido expelido por vários insetos e até frutas, como limão e figo.

Em pessoas que apresentem qualquer tipo de alergia, a orientação é procurar atendimento médico.

 Combate

Basta começar a chuva e lá estão eles. Os bichinhos voadores se escondem embaixo do tapete, atrás dos móveis e até na roupa de cama. São milhares de espécies, mas, de acordo com especialistas, eles trazem mais incômodo do que perigo. Nesse grupo, estão as mariposas, os cupins, as joaninhas, os besouros e os gafanhotos. Para dificultar a entrada deles em casa, a dica é manter poucas luzes acesas e fechar as janelas no fim da tarde.

De acordo com a bióloga Ivone Diniz, de fato existem espécies que aparecem com as chuvas. Entre elas, estão as cigarras, as formigas e os cupins. “Durante os demais períodos do ano, esses bichos ficam como larvas. Saem como adultos apenas quando estamos em tempo chuvoso”, explica.

Ela diz ainda que é possível evitar as visitas desses insetos fechando a janela das 17h às 21h. “Nesse horário, eles estão mais ativos. Portanto, há mais chances de aparecer um cupim ou um besouro voador em lugares inusitados”, finalizou

 

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com