Dom José Carlos indica critérios para a escolha entre candidatos para o segundo turno das Eleições

Postado em 13/10/2018 12:50

A Diocese de Divinópolis divulgou um vídeo, gravado na última sexta-feira (12) na Santuário de Nossa Senhora Aparecida, no bairro Bom Pastor, no qual o Bispo Dom José Carlos indicou aos católicos alguns critérios na escolha de candidatos ao segundo turno das Eleições 2018. Ele afirmou que nenhum dos candidatos representa o Evangelho, a Igreja e Jesus Cristo. O religioso ainda afirmou o país ainda não formou lideranças capazes de representar a igreja e espera que os cristãos façam a melhor escolha possível, independente de origem religiosa ou partidária. “O que temos que fazer então? Encontrar elementos que ajudem a construir o Reino de Deus. Este sim é o nosso critério fundamental. Se eles não tem tudo o que o reino de fato exige, vamos capturar neles aquilo que de fato os seus programas de governo, nos seus discursos. E cá para nós, entre discursos e práticas, estão um caminho extremamente largo. Mas vamos capturar os seus discursos, nos seus planos, elementos que ajudem a construir o Reino de Deus aqui na Terra”, afirmou.

O bispo também recomendou o diálogo entre as pessoas para que possam ser encontrados elementos para se confiar a um candidato o voto, no dia 28 de outubro. Dom José Carlos lembrou uma carta escrita pelos bispos, na qual estabelece o evangelho como critério para se pensar os políticos. “Os políticos que escolhem contra o evangelho, contra o reino, contra jesus não nos servem. O bom não significa aquele que fala de Deus. Não basta falar de Deus, é preciso pensar e decidir como Deus queria que fosse o bom para a sociedade brasileira. A política é a arte da grande caridade, é o lugar e o mecanismo pelo qual se pode fazer o bem maior. Por isso precisamos pensar bem naqueles que escolhemos para governar nossa gente”, disse.

Por fim, o Bispo ainda citou que só existem dois projetos: o de Deus e o do povo. “Ou pensamos no mundo no jeito de Deus ou pensamos no jeito do mundo e qualquer jeito serve”, acrescentou. O religioso pediu que os cristãos não percam a fé e ajam com cidadania, deixando de lado as diferenças e pensando no melhor para o país. “Termino pedindo a todos que votaram, que não deixem de acompanhar aqueles que vocês escolheram, nós escolhemos e venceram. Não basta colocá-los lá. É preciso acompanhá-los, criticá-los, sugeri-los naquilo que podemos fazer. É preciso portanto, que o exercício da política aconteça cotidianamente em nossa vida, de modo que não coloquemos lá pessoas que vão agir como querem porque ninguém os olha, ninguém os acompanha e põe sobre eles o cuidado e os ajuda a governar”, encerrou.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics