Quatro anos de fuga termina com prisão e indiciamento de suspeito de homicídio - Portal MPA

Publicidade

Quatro anos de fuga termina com prisão e indiciamento de suspeito de homicídio

Postado em 14/10/2021 13:19

Após se mudar para diferentes endereços na capital e no estado, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) localizou e prendeu um homem, de 31 anos, apontado como suspeito de envolvimento em homicídio ocorrido no dia 10 de julho de 2017, no bairro Ouro Preto, região Noroeste de Belo Horizonte. A vítima, 34 anos, foi morta com um tiro no olho. O investigado foi preso na cidade de Ouro Preto, região Central do estado, na última sexta-feira (8/10), durante a operação Aurum.

A chefe do Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Letícia Gamboge, explica que “Aurum é o latim da palavra ouro, exatamente porque esse homicídio ocorreu no bairro Ouro Preto, e a prisão na cidade de Ouro Preto. Uma coincidência quanto à identidade dos nomes”.

Ainda segundo Gamboge, as investigações foram realizadas em um período de quatro anos, tempo em que o suspeito mudou de endereço diversas vezes, morando em diferentes regiões de Belo Horizonte, bem como em outras cidades de Minas, como Januária, Governador Valadares, Conselheiro Lafaiete, Congonhas e, por fim, em Ouro Preto, local da prisão.

Advertisement

“Esse inquérito policial chegou a ser arquivado em 2018, mas diante de fatos novos, foi reaberto e culminou na identificação da autoria e na prisão desse suspeito”, conta a chefe do DHPP.

O delegado que coordena as investigações, Lucas Nunes, acrescenta: “Todavia, continuando as apurações no local, populares que estavam revoltados com a situação passaram novas informações para os investigadores”. Testemunhas relataram aos policiais que o executor do crime era branco, morador do bairro Serra, região Sul da capital, e que tinha uma namorada no local onde ocorreu o crime. Com base nessas informações, a PCMG requisitou o desarquivamento do caso.

Crime

No dia dos fatos, a vítima estava em um ponto de venda de drogas do bairro Ouro Preto quando avistou o suspeito vendendo entorpecentes. Como a área é dominada por outra gangue, a vítima foi até o suspeito repreendê-lo, momento em que informou que avisaria ao primo, líder do grupo criminoso que atua na região, sobre a venda das drogas no local. No entanto, a vítima foi perseguida pelo suspeito e morta com um tiro. O crime ocorreu por volta das 14h, diante de várias testemunhas.

“Mais uma vez destacando a influência do tráfico de drogas na sociedade; mais um crime motivado pela questão da mercancia de substância entorpecente”, destaca o chefe da Divisão Especializada em Investigação de Crimes Contra a Vida (DICCV), Frederico Abelha.

As investigações continuam com o objetivo de identificar o condutor da moto que auxiliou o suspeito, no dia do crime, a fugir do local.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!