Publicidade

PCMG conclui que idoso torturado e queimado foi vítima de latrocínio

Postado em 12/06/2021 11:09

PCMG conclui que idoso torturado e queimado foi vítima de latrocínio

Três homens de 21, 25 e 55 anos foram presos suspeitos de matar e roubar um idoso de 80 anos em Ribeirão da Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) indiciou o trio por latrocínio após concluir o inquérito policial nesta semana. O crime ocorreu no dia 8 de janeiro de 2019, quando o corpo da vítima foi encontrado com sinais tortura e parcialmente carbonizado, na “Mata das Abóboras”.

 

O delegado à frente do inquérito, Anderson Resende, explicou que, justamente pelo local ser comumente utilizado por criminosos para acobertar homicídios, as investigações foram extremamente complexas. “No fim, conseguimos levantar bastante provas e relatos de testemunhas que indicaram a participação dos três homens no latrocínio. Já estamos oferecendo a denúncia ao Ministério Público para a devida responsabilização criminal deles”, destacou Resende.

Advertisement

Dinheiro guardado

Após as prisões, os três suspeitos confessaram o crime. De acordo com a versão deles, corroborada por levantamentos com testemunhas localizadas pela PCMG, um dos suspeitos, de 55 anos, alugava um imóvel para a vítima atuar como barbeiro e este teria, então, interceptado um extrato bancário da vítima, indicando o recebimento de R$ 34 mil. Com a suposição de que a vítima guardaria dinheiro na cada dela, localizada no bairro Cidade de Neviana, o suspeito planejou o roubo com os outros dois investigados.

“Acontece que a vítima mantinha em dinheiro a quantia de R$ 2 mil em casa e, todo o resto, no banco. Os suspeitos então, insatisfeitos, utilizaram um pilão da casa para assassiná-lo e em seguida levaram o dinheiro, geladeira e até fiação da residência”, informou o delegado em coletiva de imprensa. “A arma do crime foi queimada junto com o corpo da vítima”, completou.

O inquérito policial foi concluído com pedido de indiciamento para os três suspeitos pelo crime de latrocínio, e os investigados seguem recolhidos no sistema prisional, à disposição da Justiça.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!