Publicidade

Nova Serrana: PCMG prende suspeito de descumprir medida protetiva

Postado em 10/04/2021 10:07

pcmg deam delegacia da mulher nova serrana

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante, na última quinta-feira (8/4), um homem, de 38 anos, por descumprimento de medida protetiva, na cidade de Nova Serrana, região Centro-Oeste do estado. Momentos antes da prisão, o suspeito havia ido até a casa da vítima para ameaçá-la e ofendê-la. E, não satisfeito, ainda intimidou a ex-companheira por meio de mensagens enviadas via aplicativo.

No mesmo dia, a vítima, de 33 anos, compareceu à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) para registrar os fatos. De imediato, a delegada Karine Tassara Fernandes, acompanhada da equipe, deslocou-se até o endereço do suspeito, que não resistiu à ação policial. A prisão em flagrante foi ratificada e, depois, o homem foi encaminhado para o sistema prisional, onde se encontra à disposição da justiça.

A delegada ressalta a importância de os casos de violência doméstica e familiar contra serem levados ao conhecimento dos órgãos competentes: “Toda mulher que se sentir ou estiver sendo ameaçada deve procurar a polícia. E, em casos como esse – em que já existe uma medida protetiva e o suspeito é preso em flagrante – é incabível arbitramento da fiança pelo delegado. A denúncia continua sendo a melhor arma. Não se calem. Denunciem!”.

Advertisement

Canais de denúncia

O registro de ocorrência de violência doméstica e familiar contra a mulher pode ser feito na unidade policial mais próxima ou, ainda, sem sair de casa, pela Delegacia Virtual (AQUI ), nos casos de ameaça, vias de fato, lesão corporal e descumprimento de medidas protetivas. Por meio da plataforma digital, as vítimas ainda podem solicitar a medida protetiva enquanto estiverem fazendo o registro. Denúncias também são recebidas pelo Ligue 180.

Outro aliado no enfrentamento de casos dessa natureza é o aplicativo MG Mulher. O app permite à usuária criar uma rede de contatos, que pode ser acionada em situação de perigo. Dessa forma, familiares e amigos têm condições de ajudá-la ou acionar a polícia em caso de pedido de socorro. O aplicativo ainda reúne endereços e telefones de unidades policiais mais próximas, bem como instituições de apoio, além de diversos conteúdos sobre o tema.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!