Publicidade

Kalil anuncia que vacina da UFMG contra Covid-19 vai receber verba municipal

Postado em 28/04/2021 18:45

Kalil anuncia que vacina da UFMG contra Covid-19 vai receber verba municipal foto divulgação coligação coragem e trabalho

O prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) afirmou, nesta quarta-feira (28), que a prefeitura da capital irá financiar a  vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela UFMG. Segundo a reitora da Federal mineira, Sandra Goulart, são necessários R$ 30 milhões para que os próximos testes do imunizante, considerado um dos mais avançados no processo pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), avancem. A expectativa é que a vacina mineira esteja disponível em 2022.

“A UFMG é investimento, é investimento em ciência. A prefeitura garantiu sim a continuidade de um plano tão importante para a população, porque não sabemos se vamos precisar de mais vacinas no ano que vem, ou 2023, ou 2024. E o desamparo da universidade federal não pode ficar como está. Então, nós conveniados com a universidade federal, isso está sendo feito ainda, documentado, um convênio, que Belo Horizonte vai garantir a fase 2 de estudos da vacina”, explicou o prefeito durante  entrevista ao MG1, da TV Globo. 

Compra de vacinas pela prefeitura 

Advertisement

Nesta quarta-feira (26), o prefeito de Belo Horizonte também sancionou a Lei 11.290/21, que prevê que a capital faça parte de um consórcio municipal para a aquisição de vacinas contra a Covid-19. Apesar da intenção, Kalil se mostrou cético quanto a compra de qualquer imunizante por parte do município. 

“Não há vacina para os municípios, não há vacinas para Estados. Procuramos todos os laboratórios, todos, inclusive, desta russa, que foi proibida pela Anvisa. Todos (os fabricantes) foram taxativos que negociações só seriam feitas com os governos federais. Claro que eu assinei o protocolo, não quero ficar fora, não sou vidente e não sei o que vai acontecer”, pontuou o prefeito, que acrescentou que a negativa das farmacêuticas à PBH. 

Vacina da UFMG

Nas próximas duas semanas, devem sair os primeiros resultados da eficácia da vacina contra a Covid desenvolvida pela UFMG contra as principais variantes que circulam pelo país. O imunizante, neste momento, está sendo testado em camundongos, que foram expostos aos vírus que passaram por mutações.

“Vacinamos os animais e vamos desafiá-los com as novas variantes. A nossa expectativa é de que vai funcionar contra os diferentes tipos do coronavírus”, afirmou a pesquisadora do Centro de Tecnologia em Vacinas e Diagnóstico da UFMG (CT Vacinas), Ana Paula Fernandes, sobre o Spintec, como o imunizante foi chamado pelos pesquisadores. “Na semana que vem ou na outra já devemos ter uma avaliação dos resultados”.

 

 

 

 

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!