Câmara Municipal de Itapecerica devolve R$620 mil que não foram gastos em 2021 - Portal MPA

Publicidade

Câmara Municipal de Itapecerica devolve R$620 mil que não foram gastos em 2021

Postado em 28/12/2021 9:25
Publicidade

Vereadores entregam ao Prefeito o cheque simbólico de R$620 mil; valor economizado pela Câmara em 2021

A Câmara Municipal de Itapecerica realizou, nesta segunda-feira (27/12), um ato simbólico para marcar a devolução histórica de R$620 mil do Orçamento do Legislativo. O valor recorde retornará aos cofres do município para ser reinvestido em benefício da população. Os vereadores estiveram na Prefeitura para entregar simbolicamente um cheque ao prefeito Wirley Reis (Têko).

A economia foi feita durante todo ano de 2021, primeiro ano da gestão da Mesa Diretora que tem como presidente o vereador Gleytinho do Valério, Miro como vice-presidente e Marcone Rodrigues como secretário. Gleytinho comemorou a ação da Casa em economizar recursos, sem deixar de apresentar melhorias no funcionamento do Legislativo. “Conseguimos fazer uma gestão responsável e organizada do nosso orçamento, sem deixar de oferecer uma boa estrutura de trabalho. Os vereadores e servidores da Câmara se mobilizaram e contribuíram para essa economia recorde de R$620 mil. Parte desse valor já foi usada no pagamento do Auxílio Emergencial Municipal. Conforme conversas que tivemos com o Prefeito Têko, a previsão é que a outra parte seja usada no projeto de revitalização da pista de caminhada na entrada da cidade e na melhoria da infraestrutura de comunidades rurais como Sabarazinho, Lameus, Casa Queimada, entre outras. Também vamos pedir ao Prefeito que direcione parte destes recursos para a área da Saúde.”

A quantia devolvida ao Município se refere ao orçamento anual que a Câmara Municipal de Itapecerica tem para suas despesas próprias. Quando o Legislativo faz uma gestão responsável dos recursos, há economia dentro desse orçamento e os valores podem ser devolvidos aos cofres do município.

No ano passado, R$500 mil já haviam sido economizados e devolvidos pela Câmara ao Município.

Publicidade