Incêndio destrói galpão de fábrica de tecidos em Ribeirão das Neves - Portal MPA

Publicidade

Incêndio destrói galpão de fábrica de tecidos em Ribeirão das Neves

Postado em 23/01/2022 16:24

Incêndio destrói galpão de fábrica de tecidos em Ribeirão das Neves FOTO DIVULGAÇÃO CBM MG

Um incêndio em uma fábrica de tecidos em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, mobilizou os bombeiros na manhã deste domingo (23). Os militares foram acionados por volta das 7h25, quando as chamas já se espalhavam pelo local. Ainda no ano passado, o galpão da empresa já havia sido atingido por outro incêndio.

Desta vez, segundo informações iniciais do Corpo de Bombeiros, o fogo começou nos fundos do galpão, sem causa aparente. Quando as chamas surgiram, não havia nenhum funcionário no local e, portanto, ninguém ficou ferido.

A princípio, seis viaturas foram mobilizadas para combater o incêndio e outras chegaram ao local depois. Imagens divulgadas pela corporação mostram parte do galpão destruído pelas chamas e muita fumaça se espalhando pelo lado de fora.

Risco isolado

Após cerca de uma hora, os militares já haviam conseguido isolar as chamas, evitando o risco de propagação para os imóveis vizinhos. Mais tarde, por volta das 10h30, o incêndio já estava controlado.

Até a publicação desta matéria, dez viaturas ainda atuavam na fase final dos trabalhos no local. Na etapa de rescaldo, os militares reviravam o material queimado e jogavam água para evitar que as chamas voltem.

Segundo a corporação, a empresa está com o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros em dia. O BHAZ tentou contato com a fábrica, mas não obteve retorno. Tão logo haja um posicionamento, esta matéria será atualizada.

 

Segunda vez

No ano passado, o mesmo galpão já havia sido atingido por outro incêndio. Na ocasião, em janeiro de 2020, os bombeiros foram acionados após um homem notar, por meio de câmeras de segurança, muita fumaça saindo do local.

O incêndio começou na madrugada e os trabalhos se estenderam até a tarde, quando as equipes conseguiram controlar as chamas. Um homem precisou ser socorrido após inalar a fumaça e sofrer queimaduras nos pés.