Publicidade

Simpósio e Audiência Pública para a implantação da Escola Cívico-Militar

Postado em 20/02/2021 18:07

As Escolas Cívico-Militares, amparadas pelo Decreto Federal n°10.004, têm como propósito a promoção da melhoria da qualidade de ensino e a formação de futuros cidadãos, através da integração de atividades voltadas para a formação cívica e disciplinar, contribuindo sobremaneira para que os professores possam se dedicar exclusivamente à orientação pedagógica. Esse foi o assunto do 18º Simpósio e Audiência Pública para a implantação da Escola Cívico-Militar, realizado na quadra da Escola Municipal Dr. Wilson Veado, em Claudio

Não se trata de militarização da escola ou dos alunos, mas sim, do resgate de conceitos cívicos e do respeito às autoridades e instituições, sem a interferência na grade curricular adotadas pelas respectivas secretarias de educação. Com isto, ganham os professores, os alunos e, por assim dizer, os pais e a sociedade como um todo.

Trazer de volta a importância da boa convivência, dentro e fora da escola e criar um ambiente de interação favorável ao amadurecimento e crescimento pessoal dos alunos são alguns dos principais objetivos desse projeto, com resultados já visíveis em algumas cidades que já usufruem dessa experiência.

Advertisement

A essência deste projeto está, entre outras, formar cidadãos de bem, qualificados para os desafios vindouros e valorizar o inestimável trabalho do corpo docente numa parceria onde todos cooperam entre si em prol de um bem maior, o triunfo dos nossos alunos.

Participaram da audiência, o prefeito Reginaldo Freitas; o Vice-Prefeito Geraldinho do Inácio; a Secretária de Educação do município, Geny de Melo; representantes do Exército Brasileiro e ABEMIL, além do presidente da Câmara Tim Maritaca; e os vereadores Maurilo, Julinho, Marcos Paulo, Sargento Moisés, Darley Lopes, Kedo Toletino e Simental, o prefeito de Dores do Indaiá, Alexandro Ferreira Alex acompanhado do Secretário de educação.

O Comandante da PM de Cláudio, tenente André Luís de Sousa Gomes e o delegado da polícia civil, Matheus Peu Faria.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!