Vereador faz defesa do projeto da EMOP e fala sobre geoprocessamento e revisão da planta do IPTU - Portal MPA

Publicidade

Vereador faz defesa do projeto da EMOP e fala sobre geoprocessamento e revisão da planta do IPTU

Postado em 10/11/2021 10:31
Publicidade

Depois de muita discussão e com o posicionamento favorável de 16 vereadores a Câmara Municipal de Divinópolis aprovou na semana passada a criação de 350 cargos de auxiliares de produção para a Empresa Municipal de Obras Públicas e Serviços. Atualmente a EMOP conta com 450 servidores no cargo de auxiliar de produção.

Com a aprovação do Projeto de autoria do prefeito Gleidson Azevedo (PSC), a Emop passa a ter 800 cargos disponíveis para a função. A Emop é uma empresa pública de direito privado, porém com capital 100% pertencente à Prefeitura de Divinópolis. A empresa possui patrimônio, autonomia administrativa e financeira e sua função básica é o atendimento operacional junto à Prefeitura.

As principais atividades da EMOP é a prestação de serviços como limpeza urbana, que compreende capina e varrição de ruas, praças e logradouros públicos, a operação tapa- buraco, limpeza e manutenção de postos de saúde e escolas municipais, limpeza de bueiros, limpeza e manutenção de cemitérios e construção de jazigos.

Uma das justificativas apontadas pela administração é ampliar a capacidade de atendimento as demandas públicas. Apesar de o projeto ter enfrentado resistência no Legislativo os parlamentares que compõe a base de apoio do prefeito, como o irmão Eduardo Azevedo (PSC) acredita que o aumento de funcionários trará diversos benefícios.

Durante entrevista ao Sistema MPA o vereador ainda falou sobre geoprocessamento. Ele fez a defesa do município na aplicação do estudo e reforçou que as negociações do legislativo com o executivo para revisão da planta do IPTU já começaram. O projeto deve ser encaminhado a Câmara em 2022.

Publicidade