Reajuste do judiciário encontra resistência

Postado em 13/11/2018 18:49

Michel Temer  terá de analisar o reajuste dos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e procuradora-geral da República. O aumento foi aprovado no último dia 7 pelo Senado e reajusta de de R$ 33,7 mil para R$ 39 mil, gerando efeito cascata sobre os funcionários do Judiciário e abre caminho também para um possível aumento dos vencimentos dos parlamentares e do presidente da República.

Um movimento se forma para o presidente Michel Temer vetar. “O justo é que esse aumento das despesas com STF e seu efeito cascata seja vetado pelo Presidente Temer. É hora de austeridade, é hora de todos se sacrificarem, pensarmos no Brasil como um todo, não aumentar impostos, reduzir despesas, acabar com privilégios para ter mais como investir no povo brasileiro”, defendeu Domingos Sávio.

Da mesma forma o deputado Jaime Martins. “Mesmo com o nosso país em crise, um projeto que eleva o salário de magistrados está para entrar em vigor. Essa proposta, que vai para sanção do presidente Michel Temer, fará um grande rombo nas contas públicas. É preciso dar exemplo e o nosso povo não pode pagar essa conta!”, garantiu.

 

Reajuste do judiciário encontra resistência Reajuste do judiciário encontra resistência

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics