Dr Delano Pressiona e Governo do Estado libera sala vermelha para SAMU de Divinópolis

Postado em 21/03/2017 14:44

A audiência Pública do SAMU - plenário de Vereadores e autoridades A Audiência Pública convocada pela Comissão de Saúde, Meio Ambiente e Ciência para debater a respeito da implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) teve um saldo positivo com relação as demandas aguardadas pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste (Cis-urg).

Dentre as demandas apontadas durante a audiência, um ponto que foi muito discutido foi a respeito da construção e implantação da Sala Vermelha no Hospital São João de Deus. Até a data da audiência a expectativa dos envolvidos no projeto de implantação do SAMU era de iniciar os atendimentos no próximo mês de abril, apesar do município ainda não contar com o espaço da Sala Vermelha que deverá atender os pacientes socorridos pelo SAMU em Divinópolis e as 54 cidades da macrorregião oeste. Porém iniciado o debate ficou evidente que a maioria das autoridades presentes na audiência pública eram contra a inicialização dos atendimentos do SAMU sem a efetivação da Sala Vermelha, pois a situação poderia delongar ainda mais as liberações vindas do Governo do Estado, para a conclusão do local já solicitado anteriormente pela direção do Hospital São João de Deus.

SAMU e Sala Vermelha foram pontos debatidos na audiência

Dando espaço para as autoridade explanarem suas dúvidas e argumentações entorno do assunto. E o primeiro a fazer uso da fala foi o Diretor Técnico da UPA Padre Roberto, Marco Aurélio Lobão que deu uma breve explicação a respeito do que é o sistema do SAMU e como funcionará. A apresentação esclareceu a formação do Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cis-urg) que vem sendo trabalhado desde o ano de 2013 para concluir um bom planejamento de assistência pré hospitalar no município. “O SAMU serve para fazer diferença na vida das pessoas, durante 24 horas por dia, e ainda deverá ser acessado por toda a região centro-oeste. Podendo ser acionado pelo telefone em zona rural, com chamadas via satélite. Além de garantir o atendimento médico no local, e o transporte adequado do paciente”. O SAMU tem uma Central de Regulação de Urgência para atender os chamados das ambulâncias e encaminhá-las para as unidades bases. Dentre as dúvidas sanadas por Marco Aurélio Lobão, o Presidente da Comissão de Saúde, Dr. Delano Santiago, aproveitou para questionar se o SAMU pode começar os atendimentos sem a Sala Vermelha do Hospital São João de Deus, e em resposta Marco Aurélio Lobão, explicou que hoje tem três leitos de vaga zero devido não ter a sala vermelha, o paciente poderá ser transportado para estes leitos.

Já a diretora Hospitalar do São João de Deus, Elis Regina Guimarães, explicou a respeito da Sala Vermelha que ainda não está pronta. “Ao assumir a direção do hospital em 2016, a primeira demanda que me foi repassada foi a urgência na implantação da Sala Vermelha, porém é necessário que se tenha no mínimo 20 leitos para atender aos pacientes do SAMU. Enviamos o projeto físico para a Vigilância Sanitária do Estado de Minas Gerais, e estamos aguardando sua aprovação junto a Secretaria Estadual de Saúde, para que então demos início às obras da Sala Verde que devem durar cerca de 60 dias”. Contudo, no ato da Audiência Pública, a diretora do São João de Deus obteve a informação de que o Estado aprovou o projeto físico da Sala Vermelha.

Quem também ressaltou sobre a importância de se ter a Sala Vermelha pronta para iniciar os atendimentos junto do SAMU foi o Vice-prefeito Dr. Rinaldo Valério, “ se não tivermos a Sala Vermelha antes da implantação do Samu, os riscos para os pacientes serão maiores. É necessário que tenhamos este local pronto para ambos iniciarem os atendimentos da equipe multidisciplinar para os pacientes”, frisou o representante do Executivo.

Público presente na audiência do SAMU

Representando o Conselho Regional dos Médicos (CRM), o Dr. Jorge Tarabalde endossou as palavras do vice-prefeito a respeito do atendimento do SAMU que não pode ser realizado sem a Sala Vermelha funcionando simultaneamente para dar dignidade aos pacientes do SUS. “A menor das dificuldades que devemos enfrentar agora é a construção da Sala Vermelha no Hospital São João de Deus. E o CRM dá todo apoio a Divinópolis para que a Sala Vermelha saia o mais urgente possível” reforçou Tarabalde.

Em seguida, Darli Salvador representando Suporte Técnico do Conselho Municipal de Saúde, questionou porque até o momento o projeto do SAMU e da Sala Vermelha ainda não tinham sido apresentados ao controle social, e a sociedade civil organizada. “Nós não conhecemos o projeto do Cisurg, Samu e Sala Vermelha. A sociedade civil organizada precisa participar e ter conhecimento dos projetos que irão beneficiar a população”.

Por fim, o Deputado Estadual Fabiano Tolentino, apontou duas situações que são unânimes, primeiro a assinatura do convênio do SAMU, e segundo a construção da Sala Vermelha que já deveria estar pronta há mais de dois anos. “Antes da implementação do SAMU, Divinópolis já deveria ter a Sala Vermelha, e se não houvesse a realização desta audiência pública, quem sabe o projeto físico que estava lá na Secretaria Estadual de Saúde talvez não seria liberada para construção da Sala Vermelha”. Tolentino sugeriu que fossem feitos dois encaminhamentos assinados pelos dezessete Vereadores cobrando a assinatura do convênio do Cis-urg com Estado para a implantação do Samu e ainda o envio da verba de R$1,3 milhão destinada para construção da Sala Vermelha. Na ocasião, Dr. Delano Santiago solicitou que fosse providenciado o documento, que foi lido ao término da audiência pública e encaminhado ao Governo do Estado de Minas Gerais. Tolentino também comemorou o anúncio de liberação para instalação da sala vermelha e disse que sem a mobilização provocada por Dr Delano isto não teria acontecido.

A audiência pública sobre a implantação do SAMU contou com a presença dos Vereadores: Adair Otaviano, Janete Aparecida, Josafá Anderson, Cleitinho Azevedo, Roger Viegas, Zé Luiz da Farmácia, Nêgo do Buriti, Rodrigo Kaboja, Ademir Silva, César Tarzan, Renato Ferreira, Raimundo Nonato, Sargento Elton, Edson Sousa e Marcos Vinícius.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com