Áudio sobre juíza falando de Lula é verdade ou boato? Confira nossa investigação

Postado em 10/09/2018 23:56

Por Hugo Serelo.

Tem circulado em redes sociais um áudio de 4 minutos e 52 segundos narrado por uma suposta funcionária da área da saúde que afirma ter atendido a juíza paranaense Carolina Lebbos, responsável por processos que envolvem o ex-presidente Lula.
No áudio afirma-se que a juíza sofrera um aborto espontâneo, e que durante o atendimento médico confidenciou detalhes sobre inúmeros esquemas criminosos do PT e de Lula.

Será verdade? Confira a investigação de nossa equipe de jornalismo:

Juíza Carolina Lebbos

Antes de tudo, é importante salientar que a juíza Carolina Lebbos se destacou por ser uma profissional discreta, técnica e rígida. Suas aparições públicas praticamente inexistem. Além disso, nunca possuiu redes sociais e não concede entrevistas à imprensa.

Conteúdo

O áudio é anônimo, não revela datas, e afirma que a juíza disse haver provas de que Lula mandou assassinar Celso Daniel, ex-prefeito petista que foi morto em Santo André-SP. Imputa, também, a autoria de uma série de crimes supostamente cometidos por Lula.

O arquivo circulou com mais velocidade em grupos de WhatsApp. Em geral, entre eleitores que não gostam do PT.

Fake

Não há nenhuma prova, ou mínimo indício, sobre a veracidade do áudio.

Através do anonimato, o remetente atribui falas a terceiros, expediente usual de criminosos que disseminam boatos.

Portanto, uma mensagem anônima que espalha boatos sem provas é mais um episódio de fake news.

Nesse episódio, o boato criminoso denigre a imagem de uma juíza que, até o momento, se notabilizou por um trabalho sério.

Greve dos Caminhoneiros

Há cerca de dez dias, o mesmo expediente de repassar áudios anônimos resultou numa epidemia de boatos sobre uma nova paralisação de caminhoneiros no Brasil.

Mesmo sem nenhuma comprovação oficial sobre os áudios espalhados, muitos trabalhadores correram para os postos de combustível e enfrentaram filas para abastecer seus tanques de veículos. No final, a greve não ocorreu.

Mensagens sem assinaturas não possuem credibilidade. O anonimato ainda é a via preferencial das fake news.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics