Oito pessoas foram presas pela Polícia Civil durante a Operação Pedras

Postado em 10/08/2016 12:44

Oito pessoas foram presas pela Polícia Civil durante a Operação Pedras, deflagrada na última quarta-feira (3). As investigações, iniciadas em fevereiro deste ano, tiveram como finalidade o combate ao tráfico de drogas em diversos bairros da capital.

Foram cumpridos sete mandados de prisão e sete de busca e apreensão em seis bairros: Buritis, Gutierrez e Morro das Pedras (região Oeste); São Marcos e Goiânia (região Nordeste) e Jardim Alvorada (região da Pampulha). Foram apreendidos um veículo Volkswagen Gol, uma pistola calibre 9 mm com 10 munições, R$ 40 mil em dinheiro, cerca de 350 g de maconha, 1,5 kg de cocaína e três comprimidos de ecstasy. A operação contou com 50 policiais civis, 12 viaturas e o Canil da Polícia Civil.

O nome da operação, Pedras, faz referência ao Morro das Pedras, bairro da região Oeste de Belo Horizonte, que foi onde as investigações tiveram início. A polícia não sabe precisar a quanto tempo os suspeitos vinham agindo. Mas as investigações apontam que a maioria deles, com exceção de Felipi, vendia drogas diretamente de casa e na região dos bairros onde moravam. A polícia acredita, ainda, que a droga vendida por eles vinha de outros estados e até mesmo outros países.

Na casa de um dos presos, Felipi Oliveira Duarte Miranda, de 28 anos, no bairro Buritis, a polícia encontrou uma estufa de drogas. Na residência de Gabriel Sayão Pietra Coelho, de 20, um apartamento de luxo no bairro Gutierrez, a polícia encontrou cocaína e dinheiro. De acordo com as investigações, o pai de Gabriel, que faleceu recentemente de morte natural, vendia drogas há pelo menos 16 anos na capital.

“Com as prisões, indiretamente, acabamos atingindo outros criminosos também, como receptadores, pessoas que agiam praticando furtos e roubos nas regiões desses bairros”, afirma o delegado Júlio Zica, responsável pelas investigações.

Seis dos presos vão responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Marcos Vinícius Fernandes Braga, de 22 anos, além desses dois delitos, vai responder também pelo crime de posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Felipi Oliveira Duarte Miranda vai responder pelo crime de tráfico de drogas.

Sete dos suspeitos foram presos em razão de cumprimento de mandados de prisão temporária (por 30 dias), e Felipi foi preso em flagrante (por 10 dias). O delegado responsável pelo caso pedirá a conversão da prisão de todos eles para preventiva (sem tempo determinado).

Relação de presos na Operação Pedras:

 

1)    Felipi Oliveira Duarte Miranda, 28 anos. Preso em 03/08 em flagrante. Possuía passagens anteriores pela polícia por estelionato, furto e maus-tratos contra animais.

2)    Gabriel Sayão Pietra Coelho, 20 anos. Preso em 03/08 em cumprimento de mandado de prisão temporária. Sem antecedentes criminais.

3)    Glauciene Natália de Matos Pereira, 28 anos. Presa em 03/08 em cumprimento de mandado de prisão temporária. Sem antecedentes criminais.

4)    Igor Henrique Pereira Fagundes, 19 anos, conhecido como “Iguinho”. Preso em 03/08 em cumprimento de mandado de prisão temporária. Sem antecedentes criminais.

5)    Jorge Henrique Fernandes Alves, 22 anos. Preso em 08/08 em cumprimento de mandado de prisão temporária. Possuía passagem anterior pela polícia por tráfico de drogas.

6)    Kelly Gonçalves de Moraes, 31 anos. Presa em 03/08 em cumprimento de mandado de prisão temporária. Sem antecedentes criminais.

7)    Marcos Vinícius Fernandes Braga, 22 anos, conhecido como “Bita”. Preso em 03/08 em cumprimento de mandado de prisão temporária. Sem antecedentes criminais.

0908 coletiva presos

8)    Reinaldo Barbosa de Almeida, 26 anos. Preso em 03/08 em cumprimento de mandado de prisão temporária. Possuía passagem anterior pela polícia por vias de fato. 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com