Publicidade

Homem que pedia doações para uma instituição de Santa Rita de Minas é preso por estelionato durante live

Postado em 18/08/2020 17:29

No fim da tarde desta segunda-feira, 17, a Polícia Civil (PC) divulgou para imprensa que um homem, de 38 anos, foi preso por suspeita de aplicar golpes em comerciantes se passando por voluntário de entidades sem fins lucrativos.

De acordo com a polícia, o homem estava sendo investigado desde o início da pandemia de coronavírus, aproximadamente cinco meses, após várias pessoas relatarem terem caído no mesmo tipo de golpe. As vítimas são empresários que fizeram doações com o intuito de ajudar uma suposta instituição do suspeito, mas acabaram sendo lesados pelo golpista. “Ele chegava aos comércios e solicitava alguns produtos dizendo que seria para doação a uma entidade de caridade da cidade. Portanto, movidos pelo sentimento de caridade, as vítimas doavam os produtos, sem ao menos se certificarem da legitimidade da transação, com a promessa de que em um segundo momento seriam ressarcidas pela suposta instituição”, detalhou a Delegada que cuida do caso, Juliana Flávia Borges Fiúza.

O suspeito foi preso no último sábado, 15, enquanto apresentava uma “Live Show” que também tinha como finalidade “arrecadar” doações para uma instituição de caridade da cidade de Santa Rita de Minas, onde era transmitido o evento.

De posse dessas informações, a polícia prendeu o homem durante uma live em Santa Rita de Minas.

A delegada de Falsificações e Defraudações de Governador Valadares Juliana Flávia Borges Fiúza

O homem teria feito ao menos 30 vítimas na região. A delegada de Falsificações e Defraudações de Governador Valadares Juliana Flávia Borges Fiúza explica que o homem entrava em comércios de Valadares e se apresentava como responsável da instituição. Comovidos, os empresários permitiam que o suspeito levasse mercadorias, que nunca eram pagas.

Postado originalmente por: Rádio Cidade – Caratinga / MG

Postado originalmente por: Portal V9 – Vitoriosa

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!