Publicidade

Homem é preso acusado de divulgar imagens abusando sexualmente da filha de 6 anos

Postado em 26/01/2021 19:07

 

Um homem de 39 anos foi preso nesta terça-feira, 26, em Pará de Minas, por transmitir em um aplicativo, imagens abusando da filha de seis anos de idade. Ele confessou o crime.

Advertisement

De acordo com a Polícia Civil, uma usuária de Goiânia do aplicativo, gravou as imagens e denunciou. O caso ocorreu no dia 03 de janeiro.

Em uma Live realizada pelo aplicativo “FaceCast”, um homem produziu, transmitiu ao vivo e comercializou imagens de abusos sexuais que ele praticava contra uma criança, do sexo feminino. Enquanto transmitia ao vivo as imagens dos abusos sexuais, o homem solicitava que os demais usuários do aplicativo lhes enviassem criptomoedas, que posteriormente poderiam ser revertidas em “real”.

Os abusos sexuais foram filmados por uma usuária do mesmo aplicativo, que, em seguida, procurou a Delegacia de Crimes Cibernéticos (DERCC) de Goiana, onde entregou as imagens.

A equipe da DERCC de Goiás começou a investigação. “Entramos em contato com a empresa dona do aplicativo, mas, nenhuma atitude foi tomada”, afirmou Delegada Sabrina Leles, em uma entrevista de imprensa. A empresa tem sede nos Estados Unidos.

Ainda de acordo com o Delegado Carlos Henrique de Minas Gerais, o homem confessou o crime para os policiais ao ser interrogado.

A criança morava somente com o pai e foi encaminhada o Conselho Tutelar da cidade, onde ela deve receber ajuda psicologia.  A policia apreendeu o celular e o caderno da criança na casa onde eles moravam.

O homem segue sendo investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais, e pode ter uma pena de 10 a 20 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável.  “Ele pode ser acusado de outros crimes no final do inquérito”, informou o delegado.

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!