Publicidade

Homem é flagrado aprisionando animais silvestres no Dona Quita

Postado em 18/01/2019 16:17
Publicidade

Os homens da lei receberam informações apontando que um cidadão de 61 anos estaria a aprisionar animais silvestres de forma ilegal em sua residência, no bairro Dona Quita. Os policiais foram até a residência do acusado S.M.G. e atestaram a veracidade das suspeitas.

Durante a manhã de hoje (18), o homem foi flagrado com vários pássaros da fauna brasileira aprisionados em gaiolas. Os animais se debatiam freneticamente contra as gaiolas, apontando que foram capturados recentemente.

Cerca de dez pássaros das espécies Papa-Capim e Trinca-Ferro não possuíam anilhas ou registros através de documentação, como determina a legislação.

Os animais foram avaliados por médicos veterinários e em seguida foram soltos em habitat natural.

O idoso foi autuado com uma multa, de valor não revelado pelas autoridades, e responderá criminalmente pelo ato. O homem não foi conduzido até a delegacia porque passa por tratamento médico que o impossibilita de sair de casa.

Opinião

O pássaro preso em gaiola é privado de voar livremente, impedindo um mecanismo básico da natureza do animal. Na interpretação de alguns juristas, e também na minha, aprisionar pássaros caracteriza-se como crime ambiental“, relatou a advogada divinopolitana  Rafaela Cândida Tavares.

O artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais esclarece que o autor de maus-tratos pode ser autuado em multa, além de ser preso de três meses a um ano.

 

A advogada Rafaela Cândida já esteve em entrevista na Minas FM explicando detalhes sobre os direitos dos animais.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!