Publicidade

Homem acusado de pequenos furtos é agredido até a morte e corpo encontrado enquanto agressor preparava a cova

Postado em 27/08/2020 13:43

Um final trágico para o furto de uma capa de chuva e uma tentativa de furto de uma calça. Esses os motivos alegados para a morte de Jadir Gonçalves Ribeiro, de 57 anos, em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte. O corpo foi encontrado debaixo de um sofá, dentro de um banheiro de uma casa abandonada no “Morro da Pipoca”, no bairro Nossa Senhora de Fátima, uma área de invasão às margens da MG–030. 

O corpo foi encontrado com os olhos abertos, muito sangue no rosto, marcas de espancamento e sem a calça. Ele tinha antecedentes criminais por furto, tráfico de drogas e ameaça.

Os acusados são dois irmãos e o motivo vingança, pelo fato de Ribeiro ter supostamente furtado a família deles. Na casa da namorada do adolescente ela afirmou que sabia do homicídio e tinha escondido o suspeito. Já o agressor, de 17 anos de idade confessou o espancamento e disse que já tinha preparado uma cova para colocar a vítima, mas, devido à movimentação da polícia no morro, não conseguiu retirar o corpo da casa abandonada.

A madrasta e o irmão do adolescente, que supostamente foram vítimas de Ribeiro, alegaram que não tinham conhecimento do assassinato. O outro irmão do agressor, que teria participado do crime, não foi encontrado. 

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!