Foragido da justiça de Rondônia vira vítima de sequestro em Pará de Minas

Postado em 03/11/2019 12:35

A Polícia Militar  de Pará de Minas ainda trabalha em um caso complicado, que se deu início quando um homem foi baleado ao fugir de um cativeiro, onde era vítima de seqüestro e cárcere privado, porém ele é foragido da Justiça do Estado de Rondônia

A ocorrência teve início na manhã de sábado, em um sítio no povoado de Meireles, em Pará de Minas, quando foi preso um homem de 52 anos, envolvido no seqüestro e cárcere privado de outro envolvido, este de 31 anos. Na  fuga do cativeiro, ele foi baleado e socorrido ao hospital de Pará de Minas. Outros dois acusados fugiram e estão sendo procurados.

A versão da vítima é que  ele veio do Estado de Goiás para Minas, com o objetivo de negociar carros, se hospedou em um hotel de Betim e se dirigiu com seu veículo Ford Fusion a um sítio no povoado de Meireles, em Pará de Minas, na companhia de dois homens que ocupavam um Fiat Siena, com o objetivode comprar veículos.

No sítio, foi rendido pelos criminosos, armados com uma pistola e uma faca, os quais o amarraram e amordaçaram, sendo ameaçado e torturado para lhes entregar dinheiro. Ele conseguiu fugir do sítio, a pé e pediu socorro ao condutor de uma caminhonete Fiat 147, que passava pelo local, mas que em determinado momento, os sequestradores chegaram, utilizando o citado Fusion e efetuaram disparos de arma de fogo contra ele, fugindo em seguida .

A vítima de 31 anos foi socorrida ao hospital N. S. Conceição, em Pará de Minas, apresentando ferimentos de arma de fogo na perna e mão direitas, onde ficou internado, consciente e estável.

A PM foi ao sítio onde o sequestrado disse ser o cativeiro, lá estava S.M.F., de 52 anos, este foi até o imóvel se encontrar com um dos sequestradores, o qual conheceu quando cumpriam pena na penitenciária Pio Canedo. De fato havia a faca, fitas e cordas que podem ter sido usadas para amarrar a vítima e outros materiais ligados ao crime. O acusado de 52 anos foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia, com os materiais apreendidos.

Enquanto isso foram feitos novos levantamentos pelos militares que atuaram na ocorrência, em função de algumas contradições. A Polícia Militar do Estado de Rondônia, disse que a vítima havia dado nome e outros dados falsos, sendo constatada sua verdadeira identidade de iniciais M.A.V., de 33 anos, o qual é foragido da Justiça daquele Estado, condenado a mais de 32 anos, dos quais ainda restam 23 anos a cumprir, por tráfico de drogas e homicídio. Ele recebeu voz de prisão, permanecendo internado no citado hospital, sob escolta policial.

A PM continua o rastreamento aos dois autores do crime em pauta e ao veículo roubado da vítima, Ford Fusion, de cor preta, placa ERI-5355 e pede à população que colabore com denúncias pelos telefones 190 e 181, Disque Denúncia.

FOTO: 19ª Cia PM Ind/7ª Região PM

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com