Empresário que matou jogador Daniel usava moto de traficante e carro de policial

Postado em 20/11/2018 7:19

O promotor Milton Salles, do Ministério Público do Paraná, acredita que o assassinato do jogador Daniel Correa Freitas, ocorrido no dia 27 de outubro, pode ser determinante para a descoberta de outras ações criminosas que envolvem o empresário Edison Brittes Júnior. Além do homicídio contra o jogador, existe o chip que Edison usava em seu celular estar em nome do dono de uma oficina vizinha à casa de dele, local de adulteração de placas de veículos. Este homem foi assassinado em 2016 com tiros de fuzil.

carro utilizado para levar o jogador para o local em que ele foi esfaqueado está em nome de uma empresa vinculada a um policial que responde a processos por assassinato, extorsão mediante sequestro e organização criminosa. Já a moto utilizada pelo empresário tinha placa pertencente a uma pessoa condenada com penas acima dos 30 anos por tráfico de drogas. 

Vale ressaltar que diante de tantos indícios, o Ministério Público, encaminhou um ofício à Polícia Civil do Paraná, para que um novo inquérito contra o empresário seja aberto separadamente para somar com tudo aquilo que já foi descoberto em relação ao crime de homicídio contra o jogador.

.

Empresário que matou jogador Daniel usava moto de traficante e carro de policial

Foto: Reprodução

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics