Advogado mineiro é preso com drogas e arsenal de armas dentro de casa

Postado em 17/06/2017 11:39

advogado-e-preso-com-drogas-e-arsenal-de-armas-dentro-de-casa.jpg

advogado-e-preso-com-drogas-e-arsenal-de-armas-dentro-de-casa.jpg

Após denúncias, a Polícia Militar (PM) deflagrou, na tarde dessa sexta-feira, 16, uma operação com o objetivo de apreender um arsenal de armas que estariam sob posse de um homem em uma residência no bairro Quintas da Avenida, região Nordeste.

A ação recebeu o nome de “Operação Marte”, fazendo referência ao deus da guerra, na mitologia grega, e resultou na apreensão, ao todo, de dez armas de fogo e várias munições. Entre elas, cinco revólveres calibre 38, uma beretta calibre 6,35, duas espingardas calibre 22, uma espingarda calibre 20 e uma calibre 12, dois coldres, 89 munições calibre 12, uma munição calibre 20, uma munição calibre 50, duas munições de festim calibre 7,62 e outros quatro do mesmo calibre, uma munição calibre 44, cinco calibre 32, 35 de calibre 22, uma munição calibre 9 mm, 36 munições calibre 6,35 e 148 de calibre 38, além de outros 24 estojos de diversos calibres.

Parte do material foi apreendido na residência da mãe do suspeito, um advogado de 43 anos e, outra parte, em sua própria residência, na Rua Arthur Max Degwert. Também foram apreendidos uma granada inerte e 98 espoletas.

Na residência, a PM também localizou duas algemas com chaves, 15 buchas e uma barra com 1kg de maconha, dois dichavadores de maconha, uma balança de precisão, três celulares, material para embalar drogas e ainda R$8.719 em dinheiro.

Questionado pelos policiais, o advogado informou que teria adquirido as armas com amigos do clube de caça e pesca que frequenta e que algumas seriam herança do pai, que teria participado da Segunda Guerra Mundial.

DENÚNCIA

A PM chegou até o suspeito após terem recebido informações de que o advogado estaria realizando festas na própria residência, onde ocorria venda e consumo de drogas e, também, disparos de arma de fogo. A fim de ser verificada a situação, um mandado de busca e apreensão foi expedido na segunda-feira, 12, pela juíza Ana Maria Lammoglia Jabour.

Ao chegarem ao local, os policiais precisaram arrombar o portão da residência, já que o autor não respondia aos chamados. Dentro da casa, os militares informaram o suspeito, na presença de testemunhas, a respeito do mandado de busca e o homem confessou ter uma arma de fogo guardada no local. Após a equipe localizar o arsenal, o homem informou que, por morar sozinho, sentia necessidade de ter as armas para se proteger. Sobre as drogas, o advogado informou mantê-las em casa para consumo próprio.

O homem foi preso em flagrante e encaminhado à delegacia junto a todo o material apreendido.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com