5 homens são presos em Pompéu acusados de abusar sexualmente de adolescente de 11 anos

Postado em 25/07/2012 10:46

Um enfermeiro, um funcionário público, um pedreiro, um lavrador e um caminhoneiro estão presos em Pompéu, na Região Centro-Oeste de Minas, por fazer sexo com uma menina de 11 anos. Os homens pagavam entre R$ 20 e R$ 50 para que a garota mantivesse relações sexuais com eles. Todos foram presos na última sexta-feira em cumprimento de mandado de prisão depois que a mãe da menina denunciou o caso e começaram as investigações da Polícia Civil.

 
Segundo o delegado Lucélio Silva, há cerca de seis meses a menina recebeu a primeira oferta para ganhar dinheiro em troca de sexo. Ela mora com a mãe e os irmãos em uma casa alugada. A responsável saía para trabalhar deixando a garota na residência para cuidar dos menores. O dono do imóvel, um caminhoneiro, foi o primeiro a abusar sexualmente a criança.

 

De acordo com o delegado, depois desse primeiro caso a menina relatou que começou a ser procurada pelos outros homens. A polícia investiga se o motorista contou para outros colegas sobre a relação e por isso tenham surgido as ofertas para ela. Os outros casos aconteceram em datas seguidas, em locais escolhidos pelos pedófilos. Conforme o delegado, não há relação de parentesco entre os acusados.

 
A mãe da menina começou a desconfiar da procedência do dinheiro da filha, mas não conseguiu saber dela o que estava acontecendo. A responsável procurou a delegacia e pediu ajuda sobre o caso. Segundo o delegado, a mulher disse em depoimento que desconhecia os abusos, porque saía para trabalhar e ficava o dia todo fora de casa.

 

A polícia iniciou as investigações, ouvindo testemunhas e iniciando um tratamento psicológico com a menina. Com o tempo, ela contou ao profissional que a companhava sobre as relações sexuais pagas. Um relatório desse médico foi enviado ao delegado Silva que solicitou à Justiça mandado de prisão para os suspeitos do crime. A menina também passou por exames clínicos que comprovaram as relações sexuais. Ela está sendo acompanhanda por uma conselheira tutelar.

 

No dia 20, investigadores foram até a casa dos homens para cumprir as ordens judiciais. De acordo com o delegado, os envolvidos são pais de família, moravam com esposas, filhos e mães. Eles foram ouvidos e encaminhados para a Cadeia Pública de Pompéu. Todos foram autuados por estupro de vulnerável, por ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos. Em caso de condenação, a pena para o crime pode variar de oito a 15 anos de prisão.

 
“É um crime de gravidade elevada, mesmo que ela tenha consentido o crime está consumado” afirma o delegado. Silva tem 10 dias para concluir o inquérito e vai ouvir outras testemunhas. Os nomes dos pedófilos não foram divulgados.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com