Novas informações sobre vereador que matou sobrinho em Pedra do Indaiá

Postado em 02/07/2019 21:40

Por Hugo Serelo

Conforme o Sistema MPA relatara em matérias anteriores, o vereador Antônio Marcos Silva, vulgo Tonho Marco, assassinou o próprio sobrinho Pedra do Indaiá. Após dois dias foragido, parlamentar de 50 anos finalmente se entregou às autoridades.

Tonho Marco é do Partido dos Trabalhadores e exerce o cargo na Câmara de Pedra do Indaiá desde 2016.

O Crime

Na manhã de sábado (29), o vereador discutiu com um sobrinho de 21 anos durante uma confraternização familiar na zona rural Mata dos Lemes. O motivo do atrito era uma nascente de água que atravessava terras de divisas em alguns imóveis.

Embriagado, Tonho Marco ficou exaltado com os familiares e prometeu se vingar. O homem saiu do local dirigindo seu veículo e voltou momentos depois armado com uma espingarda.

O criminoso atirou várias vezes contra Marco Vinícius Nogueira, de 21 anos. A vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Uma testemunha, de nome e idade não revelada, tentou intervir na ação criminosa e também foi alvejada, mas foi internada e passa bem.

A arma de fogo era ilegal.

Fuga

O vereador fugiu da cena do homicídio e passou 48 horas fora do alcance da lei. O político se apresentou após o prazo que configura o flagrante de um crime. Dessa forma, Tonho Marco foi ouvido e liberado após prestar depoimentos às autoridades responsáveis por Pedra do Indaiá.

Em seguida, o vereador procurou ajuda médica numa cidade vizinha para tratar ferimentos no braço. Há suspeita de fratura. A lesão é consequência da luta corporal que ele teve com uma das testemunhas que tentaram tirar-lhe a espingarda das mãos.

Pedra do Indaiá

Moradores de Pedra do Indaiá estão chocados e revoltados. A pacata cidade que se notabiliza por ser, tradicionalmente, um reduto pacífico enfrentou dias difíceis desde o crime brutal.

Política Acirrada

Antônio Marcos Silva é peça fundamental num dos grupos políticos que divide a cidade.

Em gestões anteriores, o homem sempre ocupou elevados cargos indicados pelo Executivo. Fato que lhe garantiu forte prestígio nos bastidores do poder político ao longo dos anos.

Em 2016, Tonho Marco foi eleito vereador de Pedra do Indaiá pela primeira vez.

O clima é de tristeza e revolta. Marcos Vinícius era um ótimo garoto e não merecia isso. É revoltante ver um homicida confesso sair impunemente pela porta de uma delegacia. Queria exigir justiça, mas não acredito que isso possa existir no Brasil“, relata uma moradora de 25 anos que prefere não se identificar.

A Polícia Civil investiga o caso.

 

O jovem Marcos Vinícius tinha muitos amigos em Pedra do Indaiá.

 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!