Nova cirurgia de Bolsonaro será realizada após posse

Postado em 24/11/2018 13:17

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), passará pela cirurgia de retirada da bolsa de colostomia somente no ano que vem, após a posse, segundo boletim médico divulgado na tarde de sexta-feira, 23, pelo Hospital Israelita Albert Einstein, onde ele passou por novos exames. A estimativa inicial dos médicos era de que a operação pudesse ser realizada já a partir de 12 dezembro, mas o procedimento teve que ser adiado por causa de problemas detectados nos testes realizados na sexta.

Segundo informações do boletim, “os exames de imagem mostram inflamação do peritônio (membrana que envolve os órgãos do sistema digestivo) e processo de aderência entre as alças intestinais”, que ocorre quando tecidos grudam uns nos outros, podendo levar à obstrução do fluxo intestinal.

De acordo com a equipe médica que acompanha Bolsonaro, formada pelo cirurgião Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique e pelo diretor-superintendente do hospital, Miguel Cendoroglo, o presidente eleito “será reavaliado em janeiro para a definição do momento ideal da cirurgia”. O boletim informou ainda que, apesar dos problemas detectados, o paciente “encontra-se bem clinicamente e mantém ótima evolução”.

Bolsonaro carrega a bolsa de colostomia desde o dia 6 de setembro, quando foi esfaqueado num ato de campanha eleitoral na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais. O ataque causou lesões no intestino delgado e grosso, além de danificar uma veia da região.

 
Nova cirurgia de Bolsonaro será realizada após posse

Foto: Reprodução

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics