MG tem dez suspeitas de febre maculosa sendo investigadas

Postado em 21/09/2016 9:35

A Fundação Ezequiel Dias (Funed) investiga dez casos suspeitos de febre maculosa em Minas Gerais. Os exames que irão confirmar ou não a doença devem ficar prontos em até sete dias. Duas amostras são de pacientes que estão internados no Hospital Eduardo de Menezes, na capital. As demais são de outras cidades mineiras, mas a Funed não revela quais por ser “informação confidencial”. A fundação ainda analisa cinco amostras de outros Estados, mas também não especifica de onde são os pacientes.

.

Em 2015, Minas Gerais foi o segundo Estado com o maior número de mortes por febre maculosa no país, atrás de São Paulo, conforme dados do Ministério da Saúde. A pasta informou que os dados ainda são “preliminares” e indicam quatro óbitos em Minas, onde foram registrados 16 casos. 

.

O Ministério da Saúde não informou os dados deste ano. Segundo a SES, foram dez notificações em sete cidades em 2016, com quatro mortes: duas em Divinópolis, uma em Belo Horizonte e uma em Antônio Dias, no Vale do Aço. As vítimas mortas eram do sexo masculino e tinham 2, 10 e 67 anos – a idade do quarto paciente não foi revelada. O órgão estadual informou que trata apenas de casos confirmados da doença e, por isso, não tem informações sobre as análises que são feitas pela Funed.

.

As amostras dos dois pacientes internados em Belo Horizonte foram recebidas ontem pela Funed. O prazo para a conclusão dos exames é de sete dias a partir do recebimento. O órgão não informou quando os materiais das outras cidades mineiras chegaram ao laboratório.

.

Além de Divinópolis, Belo Horizonte e Antônio Dias, registraram febre maculosa Tombos, Chiador e Mathias Barbosa (Zona da Mata) e Senador Modestino Gonçalves (Vale do Jequitinhonha).

.

Fonte: Jornal O Tempo

.

 

 

images

Foto: Divulgação

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com