Publicidade

“PCC” abre filial nos EUA

Postado em 03/05/2019 18:40

O Departamento de Justiça Americano realizou a prisão de uma quadrilha de brasileiros, no final de abril, intitulados Primeiro Comando de Massachusetts (PCM)

O grupo era composto por 14 pessoas, brasileiros ou descendentes em sua maioria e foram acusados de venda de armas, assaltos e tráfico de drogas. O nome é uma referência às facções criminosas brasileiras, como o Primeiro Comando da Capital e o Comando Vermelho.

Na operação, os policiais apreenderam 31 armas com os criminosos, além de milhares de munições.

Advertisement

O líder do grupo criminoso é Marcio Costa, 28, conhecido como “Marcino” e “Marcinn” (Marcinho no Brasil). Sobre ele pesa vários crimes, como roubo, venda e distribuição de substancia controladas e tráfico de armas.

“Ao longo de meses recentes, membros e associados do Primeiro Comando da Massachusetts vêm cometendo crimes sérios e violentos: roubando descaradamente comércios, traficando drogas, traficando armas, e até sequestrando uma jovem”, afirmou o procurador Andrew E. Legging.

A ousadia foi tanta que chegaram a assaltar um traficante de drogas em Connecticut, quando na operação os bandidos fizeram a filha do traficante de refém.

A quadrilha era composta por Marcio Costa (apontado como lider), João Pedro Marques Guimares Gama, vulgo “Bahianinho”, 21; Breno Henrique da Silva, 20; Álvaro Dos Santos Melo, 22; Edson da Silva, 19; Igor Costa, 20; Vinícius Gonçalves de Assis; Rodrigo Tevares, 19; Rony de Freitas, 21; Elwood Cortes-Navedo, 23; Fernando de Oliveira; Mouad Nessassi, 21; Fadwa Chimal, 19; e Jennifer Romero, 26.

O jornal Brazilian Globe, voltado a brasileiros residentes nos Estados Unidos, entrevistou Maluh Santos, namorada de Marcio. Ela afirmou à publicação que ele “sempre foi uma pessoa boa, que gostava de ver o bem do próximo”.

Maluh afirma que o rapaz tem duas filhas e um “coração bom”, mas que “acabou se envolvendo com as pessoas erradas”. De acordo com ela, o nome PCM “começou como uma brincadeira que acabou terminando desse jeito”.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!