Publicidade

Oxigênio está a caminho, mas ainda falta médicos em Manaus

Postado em 19/01/2021 15:33

Embora as doações tenha amenizado a situação do oxigênio e ainda um reforço vindo da Venezuela, a situação ma cidade não é fácil.  Do Programa Mais Médicos, que teve novas 72 vagas em aberto, ainda há outras 36 vagas remanescentes do chamamento anterior, assim falta 108 contratações para a rede de atenção primária da capital amazonense, onde, segundo o ministério, é feito a maior parte do atendimento de casos leves de síndrome gripal e covid-19.

Manaus está em colapso com o avanço dos casos de Covid-19: as internações e os enterros bateram recordes, as unidades de saúde ficaram sem oxigênio e pacientes estão sendo enviados para outros estados. Lotados, os cemitérios precisaram instalar câmaras frigoríficas.

Um carregamento de oxigênio da Venezuela, com 107 mil metros cúbicos, cruzou a fronteira com o Brasil e deve chegar ao Amazonas. A capacidade de produção da White Martins, que é a principal fornecedora, é de 28 mil metros cúbicos diários. O consumo está em 76 mil metros cúbicos – um aumento de cinco vezes, comparado com o período anterior à pandemia.

Advertisement

 

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!