Publicidade

Fotógrafa divinopolitana retrata desastres ambientais relacionados à mineração

Postado em 25/01/2019 18:41

A fotógrafa mineira Júlia Pontes lançou em 2016 a coletânea “Ó Minas Gerais – The Salt & the Wound“, trabalho fotográfico que mostra o preço pago pelo meio ambiente e comunidades ribeirinhas em razão da exploração mineral realizada por grandes companhias em Minas Gerais.

“A mineração é tão profundamente enraizada no Estado de Minas Gerais, que corre no sangue de quase todos os cidadãos – inclusive o meu. O cheiro de ferro queimado é familiar e estranhamente reconfortante. Isso resultou em uma paisagem radicalmente alterada – e decadente”

“Trabalhando em colaboração com um piloto em quem confio, tenho fotografado Minas Gerais de cima. Não me limitei à fotografia aérea enquanto expandi minha investigação para o chão. Atualmente, estou trabalhando com câmeras de filme de formato grande 4×5 e 8×10, DSLRs, um drone, um OSMO e GoPros.”

Júlia já trabalha para reportar em imagens o desastre ocorrido hoje em Brumadinho. Mais informações em juliapontes.com

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!