Falta de fiscalização preventiva poder ser causa de aumento de acidentes de trabalho

Postado em 28/11/2016 15:47

Os acidentes de trabalho tem crescido a cada ano. O fator comportamental e educacional pode ser o fator que mais tem comprometido a situação. Os órgãos tem se unido para tentar corrigir este problema.

Há 24 anos Douglas da Guarda foi vítima de um acidente de trabalho, no qual teve a mão direita amputada. Hoje o palestrante usa esta experiencia para tentar conscientizar as pessoas.

O crescimento no número de acidentes é medido pelo índices de auxílio concedido pela Previdência Social. Em Divinópolis, as estatísticas crescem mais de 10% por semestre. A construção civil é o setor número um em acidentes de trabalho no Brasil. E o problema está mais próximo do que imaginamos.

Dos 5 milhões de acidentes de trabalho ocorridos no país entre 2007 e 2013, data da última atualização do anuário estatístico da Previdência Social, 45% acabaram em morte. Como do operário que trabalhava na troca do trabalho na Igreja Nossa Senhora da Guia em 2015. Ele morreu após uma queda.

Um dos caminhos seria uma fiscalização mais eficiente, porém a falta de estrutura compromete o resultado.Na unidade do ministério em Divinópolis, são apenas 07 fiscais para atender 40 cidades.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com