Estado de Minas destaca aumento da criminalidade em Divinópolis

Postado em 25/01/2013 10:33

Confira a matéria publicada pelo Jornal Estado de Minas abordando o crescimento do número de assaltos e crimes violentos em Divinópolis:

Para fugir da violência que invadiu as ruas de Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas, o comerciante Rosembergue de Freitas, de 50 anos, investiu em câmeras de segurança e alarmes. Não adiantou nada: sua mercearia foi assaltada quatro vezes nos últimos dois anos. Ele não é o único com medo do aumento da criminalidade. Com cerca de 210 mil habitantes, a cidade lidera a lista dos municípios com o maior crescimento dos índices de crimes violentos para cada 100 mil pessoas, entre 2011 e 2012. Os números, apresentados pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), soaram como alerta para população e autoridades.

A mercearia de Freitas funciona na Avenida Paraná, uma das mais movimentadas da cidade. Em todos os assaltos, os bandidos armados ameaçaram funcionários de morte. “Há pelo menos dois assaltos por dia na Paraná. Ninguém deixa muito dinheiro em caixa para evitar prejuízo. O problema é que ficam o medo e os danos psicológicos”, conta.

Segundo a Seds, o número de crimes violentos em Divinópolis aumentou 63%,  subindo de 588 em 2011 para 971 no ano passado. A cidade está também no topo do ranking de crimes violentos contra o patrimônio, com aumento de 64% nos últimos dois anos. Na lista desses crimes estão os assaltos à mão armada, roubo seguido de homicídio e extorsão.

INSEGURANÇA Para o presidente da Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública (Acasp), José Vítor Batista de Freitas, o crescimento econômico, sobretudo na confecção e siderurgia, contribui para o aumento da violência na cidade. “Com operações policiais intensificadas na capital, os bandidos acabam migrando para o interior. Divinópolis e outros municípios sofrem com essa realidade”, explica.

José Vítor diz que, apesar de liderar os índices no estado, Divinópolis não pode ser considerado o município mais violento de Minas. “A cidade está sendo comparada com ela mesma. Em estudo anterior, ficamos em 25° lugar no ranking de cidades violentas no estado ”, diz.

Investir em segurança pública é a solução apontada por Freitas para diminuir a criminalidade. Um dos projetos mais esperados é a implantação do Olho Vivo, que prevê a instalação de 27 câmeras de segurança em pontos estratégicos. “O estado deve investir R$ 3,5 milhões nesse projeto este ano”, acrescenta.

PRISÕES A Polícia Militar também trabalha para reverter a situação. Segundo o capitão Leonidas Santos Ribeiro, do 23° Batalhão da PM, no ano passado foram feitas na cidade 6.564 prisões, cumpridos 244 mandados de busca e apreensão e apreendidas 285 armas de fogo. “Ao longo do ano, realizamos várias operações e recebemos mais de 2 mil denúncias. Mas nos deparamos com alguns fatores que acabam causando aumento na violência, como o crescimento populacional. O tráfico de drogas também é um fator que contribui, já que outros crimes violentos estão relacionados com ele”, afirma.

O militar destaca ainda que, para reduzir a violência na cidade é importante que a comunidade una esforços com a PM. “Realizamos várias reuniões para orientar a população. Participam comerciantes, empresários, gerentes de banco. Nosso objetivo é a prevenção. Também é importante a população se unir e ter um esquema de segurança, como acontece no projeto Rede de Vizinhos Protegidos”, salienta.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com