Publicidade

Sebrae aposta em ideias empreendedoras para candidatos na retomada da economia pelo Brasil

Postado em 13/10/2020 11:34

A economia, por todo o mundo, foi abalada de forma drástica por causa de consequências da pandemia pela Covid-19. A geração de emprego e renda por todo o Brasil foi afetada de maneira a causar prejuízos que podem demorar anos para se restabelecer. Apesar disso, algumas medidas têm a capacidade de melhorar o cenário em diversos municípios brasileiros, principalmente nesse momento das eleições que vão colocar novos gestores em cargos importantes nas prefeituras e Câmaras de Vereadores.

De acordo com o presidente da Confederação Nacional do Municípios, Glademir Aroldi, esse momento a economia precisa receber muita atenção. “As políticas públicas, com essa situação de calamidade que estamos vivendo no Brasil, é um desafio também para todos os gestores. Até porque exige fortes investimentos na saúde, há uma demanda muito grande na assistência social e ainda é preciso observar o fechamento do exercício, fechamento deste mandato”, explicou.

De olho na importância dessa decisão, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), trouxe a pauta do empreendedorismo e dos pequenos negócios para as eleições municipais deste ano, na forma do guia  “Seja um candidato empreendedor – 10 dicas do Sebrae” – uma cartilha que reúne um conjunto propostas e alternativas para os futuros governantes e representantes do legislativo municipal, como uma estratégia que pode ser aliada na hora de ampliar a quantidade de empregos.

.

De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo Nacional do Sebrae, José Roberto Tadros, a economia brasileira sofreu um abalo que tornou escassa a oferta de emprego e, pior, aumentou o número de pessoas desempregadas. “A base de toda atividade política provém dos municípios. As pessoas não habitam na União ou nos estados, elas habitam nos municípios. Precisamos que todos passem a ter uma consciência política de que temos que ter, no futuro, projetos voltados ao desenvolvimento das cidades, estimulando a microempresa, valorizando a produção regional, os microempreendedores regionais, para que esse efeito multiplicador gere empregos na base de atividades do dia a dia”, disse José Roberto.

Dados do Sebrae:

Dados do Sebrae, revelam que hoje o Brasil possui mais de sete milhões de micro e pequenas empresas e mais de 10,6 milhões de microempreendedores individuais (MEI). Depois da Lei Geral da MPE (LC 123/2006), foram gerados mais de 13 milhões de empregos por meio dessa modalidade. Isso só demonstra a importância do fortalecimento desse setor e do programa Cidade Empreendedora, em que o Sebrae que apoia a transformação econômica dos municípios por meio da implantação de um conjunto de ações estratégicas.

É uma maneira de reforçar aos gestores públicos a necessidade de aprimorar o ambiente de negócios de seus municípios. O programa se organiza em 10 eixos de atuação, que se desdobram em produtos e soluções que podem ser modulados de acordo com as necessidades e ofertas de cada região.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!