Governo estuda reduzir os salários iniciais do funcionalismo público

Postado em 05/10/2016 10:50

O governo federal estuda rever o salário inicial das principais categorias de servidores. A ideia é reduzir o valor dos salários de ingresso no serviço público, considerados altos, e ampliar a distância em relação à remuneração recebida pelo funcionário no final de cada carreira.

Os servidores que foram aprovados recentemente em concursos públicos recebem salários bem acima dos registrados na iniciativa privada e em alguns casos, o valor é quase o mesmo daqueles que estão no topo da tabela do plano de carreira.

Atualmente, há salários inicias que chegam perto de R$ 30 mil, como é o caso do consultor legislativo do Senado, que ganha no início de carreira R$ 29,1 mil e, no final, R$ 30,50 mil.

Na Receita, que tradicionalmente consegue se organizar com maior força para conseguir acordos mais vantajosos, o salário inicial é de R$ 15,74 mil. Um delegado da Polícia Federal recebe salário inicial de R$ 16,83 mil, enquanto um de fim de carreira ganha R$ 22,81 mil.

Na avaliação do economista Leandro Maia, a crise econômica enfrentada pelos brasileiros é reflexo do excesso de gasto público.

“Esse excesso tem gerado o endividamento público e qualquer ação que visa diminuir gastos sem prejudicar a sociedade e investimentos nas áreas da saúde e educação, por exemplo, é sempre bem vindo, tornando eficiente o funcionalismo da máquina”, disse.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com