Comércio demitiu quase cem funcionários em Divinópolis no mês de fevereiro

Postado em 28/03/2016 15:01

Sistema Nacional de Emprego é opção para quem procura novo trabalho

Sistema Nacional de Emprego é opção para quem procura novo trabalho

Andando pelas ruas de Divinópolis  já é possível ver os sinais da crise econômica através das várias placas de aluga-se em imóveis que antes abrigavam estabelecimentos comerciais.   São lojas de eletrodomésticos, calçados, artigos para o lar e uma infinidade de outros artigos que não foram suficientes para manter as portas abertas.

Dados recém divulgados pelo Cadastro Geral do Emprego, o CAGED, mostram que o mês de fevereiro seguiu a tendência de janeiro e o comércio colocou nas ruas pelo menos 97 funcionários.  No primeiro mês do ano já haviam sido demitidos outros 110 trabalhadores.

Curiosamente os números não são tão assustadores porque o setor de serviços vem absorvendo boa parte dos demitidos.   Ao todo foram contratados 131 profissionais. Antes  quem vinha absorvendo parte dos demitidos era a construção civil, embora seja um setor que exija mão de obra de qualificada. Em fevereiro porém a construção civil que vinha apresentando bons resultados apresentou seus primeiros sinais de desaquecimento com a demissão de pelos menos 37 trabalhadores. Em janeiro haviam sido contratados 30.

A indústria de transformação que em dezembro atingiu o seu ponto alto em demissões, quando siderúrgicas colocaram pelo menos 545 trabalhadores nas ruas, mantêm   o cenário ruim tendo demitido pelo menos 27 trabalhadores.  O número pequeno não é motivo para ânimo. Significa que as empresas já não tem mais como demitir e estão trabalhando com o mínimo de funcionários.

O agronegócio continua resistindo bravamente e no mês de fevereiro gerou três novos postos de trabalho. Ao todo, Divinópolis perdeu em fevereiro 21 postos de trabalho.

Região

Além de Divinópolis, não Centro-Oeste de Minas, a única cidade que apresentou variação negativa foi Santo Antônio do Monte que perdeu 39 postos de trabalho. Todas as outras cidades apresentaram mais contratações que demissões.  Nova Serrana continua sendo o município com melhores resultados. Em fevereiro a cidade gerou 1734 postos de trabalho, grande parte na indústria calçadista, mais de 1500.  O cenário positivo também refletiu em demais setores como comércio e serviços que também tiveram índices melhores do que vinham registrando.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com