Publicidade

Policia Militar ira atuar para garantir o cumprimento do decreto da Onda Roxa em Divinópolis, que determina restrições rigorosas de atividades econômicas e circulação de pessoas pelos próximos quinze dias

Postado em 17/03/2021 10:08

A partir desta quarta-feira (17) a Polícia Militar irá atuar em todos os municípios mineiros para garantir o cumprimento do decreto que determina restrições rigorosas de atividades econômicas e circulação de pessoas pelos próximos quinze dias. O comando da PM está em contato com todos os batalhões do Estado para repassar as orientações. 
 
De acordo com a deliberação do governo de Minas, das 20h às 5h só poderão funcionar serviços essenciais, como setor de alimentos – exceto bares e restaurantes, que só podem funcionar via delivery –, indústrias, borracharias, entre outros (veja lista completa no fim da matéria).

Nesta faixa de horário, deslocamentos por qualquer outra razão, com exceção aos trabalhadores das atividades autorizadas, deverão ser justificados perante a fiscalização, que terá apoio da Polícia Militar. As cidades também precisarão fazer barreiras sanitárias.

 
“É preciso deixar claro que não queremos reprimir o trabalhador. Teremos blitz para fazer a abordagem a veículos. O objetivo é principalmente verificar a motivação (do deslocamento). O ideal é que a pessoa tenha alguma documentação para comprovar de imediato”, informou a capitão Layla Brunella, chefe da assessoria de imprensa da Polícia Militar de Minas Gerais,
 
Vamos reforçar os nossos turnos, principalmente nos horários de 15h às 23h e 23h até às 6h, para evitar a circulação. Onde não há guardas municipais, a própria Polícia Militar está sendo orientada para dar esse apoio aos municípios. Principalmente em relação a aglomerações em sítios, pessoas fazendo churrasco. Vamos atuar efetivamente, como foi feito durante o carnaval”, disse o comandante-geral da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), coronel Rodrigo Rodrigues.

Divinópolis 

Na tarde de terça-feira (16/03), o Comandante da 7ª Região da Polícia Militar, Coronel Wemerson Lino Pimenta, juntamente com o Comandante do 23º Batalhão da Polícia Militar, Tenente-Coronel Erlando Ferreira da Silva, participou de reunião com os vereadores na Câmara Municipal de Divinópolis.

Advertisement

Na ocasião, o Comandante da 7ª Região solicitou a todos os vereadores que conscientizem os seus eleitores e seguidores de redes sociais, sobre a importância de seguirem os protocolos estabelecidos nos decretos estaduais e municipais, principalmente as restrições de circulação e de funcionamento de comércios, conforme previsto na “onda roxa” do Plano Minas Consciente.

O Coronel Wemerson Lino Pimenta ressaltou que a Polícia Militar irá atuar de forma preventiva, orientando a população sobre os protocolos e garantindo o poder de polícia, dos fiscais da vigilância sanitária municipal.

Os vereadores agradeceram ao Coronel Wemerson pelas orientações e esclarecimentos prestados. Veja fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Onda roxa
  • Setor de alimentos (excluídos bares e restaurantes, que só podem via delivery);
  • Serviços de Saúde (atendimento, indústrias, veterinárias etc.);
  • Bancos;
  • Transporte Público (deslocamento para atividades essenciais);
  • Energia, Gás, Petróleo, Combustíveis e derivados;
  • Manutenção de equipamentos e veículos;
  • Construção civil;
  • Indústrias (apenas da cadeia de Atividades Essenciais);
  • Lavanderias;
  • Serviços de TI, dados, imprensa e comunicação;
  • Serviços de interesse público (água, esgoto, funerário, correios etc.)
 
Outras regras da onda roxa
 
  • Funcionamento apenas de serviços essenciais; 
  • Toque de recolher entre 20h e 5h; 
  • Proibição de circulação de pessoas sem o uso de máscara, em qualquer espaço público ou de uso coletivo, ainda que privado;
  • Proibição de circulação de pessoas com sintomas de gripe, exceto para a realização ou acompanhamento de consultas ou realização de exames médico-hospitalares; 
  • Existência de barreiras sanitárias de vigilância; 
  • Proibição de eventos públicos ou privados; 
  • Proibição de reuniões presenciais.

Após anunciar Onda Roxa em MG, Zema afirma: “quem faz alguma aglomeração, pode ser taxado de assassino”

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!