fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Divinópolis
  • Mudanças nos hábitos podem significar grande economia na fatura de energia elétrica

Mudanças nos hábitos podem significar grande economia na fatura de energia elétrica

Image
Foto assessoria Cemig

Foto assessoria Cemig

A Cemig destaca dicas simples de economia de energia em dias de temperaturas mais amenas. O outono marca a transição das altas temperaturas, que são características do verão, para os dias mais frios – que são a marca do inverno. Por isso, nesta época do ano que apresenta um clima mais ameno, a Cemig orienta para o uso racional de energia elétrica. A economia começa com a mudança de hábitos.

Segundo o engenheiro de Eficiência Energética e Sustentabilidade, Thiago Batista, adotar atitudes simples no dia a dia pode auxiliar na redução do consumo.

Uma orientação simples indicada pelo especialista é que os clientes verifiquem o estado da borracha de vedação de refrigeradores e ajustem o termostato desses equipamentos, considerando que a temperatura do ambiente está mais baixa. Se as portas não estiverem fechando corretamente, a geladeira ou o freezer irão gastar mais energia para resfriar os alimentos.

“A geladeira é um dos eletrodomésticos que mais consome energia em uma residência, principalmente devido ao ‘abre e fecha’. Além disso, é importante lembrar que alimentos ainda quentes não devem ser armazenados no seu interior, pois isso sobrecarrega o refrigerador e consequentemente aumenta o consumo de energia”, afirma.

“Para saber se a borracha de vedação está em bom estado, faça o seguinte teste: coloque uma folha de papel entre a porta e a geladeira, feche a porta e tente retirar a folha, se ela sair com facilidade, está na hora de trocar a borracha. Repita o teste em vários pontos da porta da geladeira”, completa.

Thiago Batista também ressalta que reduzir o tempo embaixo do chuveiro é recomendado, pois nos dias mais frios é comum a utilização do equipamento na potência máxima, que permite banho mais quente, mas aumenta o consumo de energia. O ideal é manter o chuveiro na posição verão. Apenas com esta mudança, a redução do consumo de energia pode chegar a 30%.

“A utilização do chuveiro em sua potência máxima com certeza terá reflexos no valor da fatura do final do mês, para atenuar este impacto é importante estar atendo ao tempo de banho”, comenta o engenheiro da Cemig.

Outros equipamentos

Outra dica recomendável é, ao se utilizar a máquina de lavar roupas, colocar de uma só vez a quantidade máxima de peças indicada pelo fabricante, diminuindo assim a quantidade de vezes de utilização do eletrodoméstico. O ferro elétrico também só deve ser ligado quando houver uma grande quantidade de roupas para passar.

Além disso, deve-se evitar utilizar esse equipamento em horários em que muitos outros estiverem ligados. Ele sobrecarrega a rede de energia elétrica, devido à sua potência elevada, e pode causar o desligamento automático do disjuntor.

Outra atenção que os clientes precisam ter é com os equipamentos no modo de espera. Nesta condição, os aparelhos consomem menos do que em uso normal, mas seria como uma torneira pingando 24 horas, todos os dias, e essa água não é utilizada. Para economizar, é necessário que o consumidor retire o equipamento da tomada.

“A eletricidade consumida por um aparelho eletrônico em stand by (modo de espera) pode representar até 15% do consumo do equipamento. Vale ressaltar que, ao desligar a TV, é importante desligar os demais equipamentos que estão conectados ao aparelho. Os receptores de TV por assinatura são os maiores vilões deste tipo de desperdício’”, explica.

Para finalizar, o especialista da Cemig destaca que buscar aparelhos eletrodomésticos eficientes e substituir as lâmpadas de casa por lâmpadas LED pode representar, mensalmente, uma economia de até 75% no consumo.