fbpx
Pular para o conteúdo
  • Home
  • Divinópolis
  • Mãe de jovem acamada por dengue há cinco anos tem benefício cortado pelo estado

Mãe de jovem acamada por dengue há cinco anos tem benefício cortado pelo estado

Image

Elizangela Maria Matias Corrêa, mãe da menina Pollyana, que ficou acamada após decorrências da dengue em 2019, teve o benefício cortado pelo estado. Ela teve sua aposentadoria concedida em 2021, passou pela perícia, entretanto, foi engavetado e agora teve o pagamento bloqueado. A mãe disse que o pagamento é sua única fonte de renda e necessita para poder cuidar da filha que tem necessidades especiais.

Elizangela é servidora pública do estado de Minas Gerais, trabalhou na emergência do João XXIII por muitos anos. “De repente eu me vejo com o pagamento bloqueado sem nenhuma explicação cabível”, disse a mãe. De acordo com Elizangela, ela não tem outra renda e vive da aposentadoria que ganha, ela tem dois filhos especiais, Pollyana que é traqueostomizada, utiliza ventilação mecânica pós dengue, e um filho com TDHA com imperatividade e ela também precisa para custear os remédios controlados que toma, pois não recebe pelo governo. Sem contar a alimentação, moradia e as contas

Conforme ela, não tem previsão para o retorno do pagamento.

Elizangela Maria Matias Corrêa teve sua história de vida repercutida após a filha ter meningoencefalite causada pela dengue, em 2019. A história chegou a ser destaque na BBC servindo como alerta para os problemas neurológicos que podem ser causados pela dengue.

Em Maio de 2019, Polyana começou a apresentar sintomas comuns de dengue, como febre e dores de cabeça e no corpo. Cinco dias depois, ela começou a ter confusão mental, crises convulsivas e vômitos. Por isso, precisou ser internada na urgência.

A mãe da menina, Elizangela Maria Matias Corrêa, sugeriu que fizessem um exame de sangue para analisar as plaquetas, tendo sido confirmado as baixas plaquetas e a necessidade de restabelecer elas. Na época, a suspeita era de meningite, pois, até então, nunca tinham ouvido falar da meningoencefalite causada pela dengue. A jovem chegou a ser entubada e sedada, sendo encaminhada para o CTI pediátrico pois as lesões cerebrais estavam muito grandes. Confira a entrevista completa feita pelo Jornal Candidés.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x