Investigações da Operação Thanatos são concluídas pelo MP

Postado em 06/12/2018 10:47

O Ministério Público de Minas Gerais concluiu as investigações da Operação Thanatos, iniciada em março em conjunto com a Polícia Civil. A operação investigou denúncias de que agentes funerários indicavam aos familiares dos falecidos uma floricultura já envolvida. Os valores, bem mais altos, eram divididos entre os servidores e funcionários da empresa. O prejuízo foi calculado em aproximadamente R$300 mil.

Foram cumpridas 26 medidas cautelares, sendo 21 mandados de busca e cinco de prisão. As investigações tiveram início em 2016 com denúncias de vendas de túmulos com valores superiores aos convencionais por agentes funerários do Serviço de Municipal de Luto de Divinópolis.

Ainda em março, a Prefeitura de Divinópolis anunciou o afastamento os servidores suspeitos de participação no esquema. Com os trabalhos concluídos, o Ministério Público afirma que existem provas suficientes para propor ações de natureza penal e improbidade administrativa.

A Polícia Civil também investiga o não repasse de recursos pela venda de jazigos no cemitério do bairro Jusa Fonseca. Três pessoas estão sendo investigadas no esquema. Os servidores teriam sido remanejados pela prefeitura para a Secretaria Municipal de Operações Urbanas. Um laudo realizado em Belo Horizonte é esperado pela Polícia Civil para concluir o inquérito. O documento pode comprovar se o dinheiro chegou a ser repassado para o município ou não.

Investigações da Operação Thanatos são concluídas pelo MP

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics