Em nota, Corpo de Bombeiros explica atuação da corporação e do SAMU na região Centro-Oeste

Postado em 01/07/2017 14:49

Foto: Google Street View

O 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros divulgou uma nota a imprensa explicando quais são as áreas de atendimento dos Bombeiros e do Samu, com a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência na Macrorregião Oeste.

Segundo os Bombeiros, entre as áreas de atuação na segurança pública, está o Atendimento Pré-Hospitalar, que é a mesma área de atuação do SAMU. Porém, de acordo com a nota, “não cabe delimitar a atuação da Corporação a certos seguimentos do APH, uma vez que todos eles fazem parte do rol de atribuições dos Bombeiros”.

Por meio de um convênio assinado em 2016 entre o Consórcio Intermunicipal da Macrorregião Oeste e o 10º Batalhão de Bombeiros Militar, foi definida uma padronização de atividades atendidas pelo SAMU e Bombeiro, devido a capacidade técnica e logística de cada instituição. “É essencial que a população saiba que tanto pelo 192 quanto pelo 193, ela receberá o atendimento para a situação de urgência/emergência que necessitar”, informa a nota.

De acordo com a nota, ficou estabelecido então que ambas as instituições atendem todas as ocorrências de Atendimento Pré-Hospitalar, sendo que preferencialmente as ocorrências direcionadas ao SAMU (192) são de casos clínicos, obstétricos, psiquiátricos e traumas; enquanto os Bombeiros (193) priorizam o atendimento a casos traumas, salvamento terrestre, salvamento aquático, salvamento em altura, combate e prevenção a incêndios e demais ocorrências  previstas na Diretriz Integrada de Ações e Operações (DIAO) do Sistema Integrado de Defesa Social do Estado de Minas Gerais.

Ainda conforme os Bombeiros, está em fase final de implantação a Central Única de Regulação do SAMU e Bombeiro. A central visa unificar os atendimentos 192 e 193 em um local único, evitando dessa forma a duplicata de empenho de viaturas e agilizando o tempo/resposta dos atendimentos. No local trabalharão juntos despachantes de ambas as instituições e haverá o gerenciamento por parte de um médico regulador.

O Corpo de Bombeiros ressalta que o Atendimento Pré-Hospitalar é missão das duas instituições e por meio do convênio, foi realizada a padronização de atendimentos preferenciais do SAMU e do Corpo de Bombeiros devido a aspectos logísticos e de capacidade técnica, entretanto, na indisponibilidade tanto SAMU quanto Bombeiros atenderão todas as ocorrências relacionadas ao Atendimento Pré-Hospitalar.

Leia a nota na íntegra

NOTA A IMPRENSA Nº 01/17 – B5/10º BBM.

Assunto: Atuação do Corpo de Bombeiros Militar e do SAMU na região centro-oeste

Divinópolis, 26 de junho de 2017.

1.Contexto

Com a implementação do SAMU Macro Região Oeste a partir do mês de junho de 2017, muitas foram as indagações da população e dos meios de comunicação quanto às áreas de atendimento de cada Instituição. Diante desse cenário, desenvolvemos a presente nota como uma forma de ampliar a divulgação dos serviços prestados pelo SAMU e BOMBEIRO.

2. Aspecto legal

A Constituição Federal em seu artigo 144 deixa claro que cabe ao Corpo de Bombeiros Militar a segurança pública: “Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos: I ao IV (…) omissis; V – polícias militares e corpos de bombeiros militares.”

A Constituição Estadual, ratificando a Constituição Federal, prevê em seu artigo 142 as atribuições do Corpo de Bombeiros: “Art. 142 – A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar, forças públicas estaduais, são órgãos permanentes, organizados com base na hierarquia e na disciplina militares e comandados, preferencialmente, por oficial da ativa do último posto, competindo: I (…)omissis; II – ao Corpo de Bombeiros Militar, a coordenação e a execução de ações de defesa civil, a prevenção e combate a incêndio, perícias de incêndio, busca e salvamento e estabelecimento de normas relativas à segurança das pessoas e de seus bens contra incêndio ou qualquer tipo de catástrofe.”

No ano de 2016 foi assinado um convênio entre o Consórcio Intermunicipal da Macro Região Oeste com o 10º Batalhão de Bombeiros Militar, em que foi firmado as “preferências” para acionamento de cada instituição no tocante à Atendimento Pré-Hospitalar (APH): “3.1.1 As ocorrências que envolvam casos clínicos, obstétricos e psiquiátricos serão atendidas preferencialmente pelo SAMU, havendo necessidade o CBMMG/10º BBM será acionado pelo médico regulador do SAMU como apoio;

3.1.2 As ocorrências que demandem ações de salvamento terrestre, salvamento aquático, salvamento em altura, combate a incêndio, bem como as que envolvam produtos perigosos, serão atendidas pelo CBMMG e apoiadas pelo SAMU no que tange ao atendimento pré-hospitalar;

3.1.3 Os casos de trauma serão atendidos por ambas as instituições.”

3.Atendimentos relativos a cada instituição

Diante do aspecto legal mencionado no item 2, fica claro que a atuação do Corpo de Bombeiros Militar é prevista nas mais variadas áreas da segurança pública, dentre elas a de Atendimento Pré Hospitalar, que é a mesma área de atuação do SAMU.

Logo, não cabe delimitar a atuação da Corporação a certos seguimentos do APH, uma vez que todos eles fazem parte do rol de atribuições dos Bombeiros. Através do convênio, foi realizada uma padronização das atividades preferencialmente atendidas pelo SAMU e pelo BOMBEIRO em virtude da capacitação técnica e logística de cada Instituição, entretanto é importante

salientar que na impossibilidade de um ou outro órgão atender determinado tipo de ocorrência de APH, o outro órgão suprirá o atendimento com a mesma eficiência e qualidade, afinal o atendimento pré-hospitalar é inerente aos dois. É essencial que a população saiba que tanto pelo 192 quanto pelo 193, ela receberá o atendimento para a situação de urgência/emergência que

necessitar.

Ficou estabelecido então que ambas as instituições atendem todas as ocorrências de Atendimento Pré-Hospitalar, sendo que preferencialmente as ocorrências serão triadas assim: SAMU (192): casos clínicos, obstétricos, psiquiátricos e traumas; BOMBEIROS (193): traumas, salvamento terrestre, salvamento aquático, salvamento em altura, combate e prevenção a incêndios e demais ocorrências previstas na Diretriz Integrada de Ações e Operações (DIAO) do Sistema Integrado de Defesa Social do Estado de Minas Gerais.

4. Central Única de Regulação

Está em fase final de implantação a Central Única de Regulação do SAMU e BOMBEIRO. A central visa unificar os atendimentos 192 e 193 em um local único, evitando dessa forma a duplicata de empenho de viaturas e agilizando o tempo/resposta dos atendimentos. No local trabalharão juntos despachantes de ambas as instituições e haverá o gerenciamento por parte de um médico regulador.

5. Conclusões

Diante do exposto acima, fica evidenciado que o Atendimento Pré-Hospitalar é missão das duas instituições, não podendo ser delegada ou delimitada as atribuições a uma ou a outra. Através do convênio firmado, foi realizada uma padronização dos atendimentos preferenciais do SAMU e do Corpo de Bombeiros Militar em virtude de aspectos logísticos e da capacitação técnica, mas que na indisponibilidade, tanto o SAMU quanto os BOMBEIROS atenderão todas as ocorrências relativas ao APH.

Tudo o que é novo gera certa expectativa e dúvidas, mas o futuro dos atendimentos pré-hospitalares na região centro-oeste é promissor e a população é a grande beneficiada em todo esse processo. O 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais está e sempre estará de portas abertas a todas as necessidades dos cidadãos da região centro-oeste.

Atenciosamente,

MANOEL DOS REIS MORAES, CEL BM.

COMANDANTE DO 10º BBM

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com