Depois de quase dois anos fechado, Vagão Literário pode ser desativado em Divinópolis

Postado em 23/02/2018 15:37

Nesta semana a prefeitura encaminhou um documento a entidades e à Câmara Municipal, alegando não ter mais condições de manter a estrutura do Vagão Literário, instalado em 2016 na Praça Candidés. Enquanto isso, já tem outra prefeitura interessada no projeto. 

O Vagão Literário chegou na cidade em novembro de 2016, com a proposta de ser uma unidade de extensão da biblioteca municipal Ataliba Lago, além de recompor um dos principais cartões postais de Divinópolis, a Praça Candidés. Na época, o projeto só saiu do papel graças a parceria entre a prefeitura e a VLI, empresa responsável pelo vagão e pelo Grupo de Educação, Ética e cidadania (GEEC).  

Mais de um bom tempo para cá, o vagão permaneceu de portas fechadas. Foram só dois meses de funcionamento. Esta semana, a prefeitura de Divinópolis encaminhou um ofício à câmara de vereadores justificando não ter mais condições de manter o projeto na Praça Candidés. A informações foi recebida com espanto pelo parlamentares. O vereador Eduardo Print Júnior lembra da mobilização realizada junto a ouros órgãos para que o vagão ficasse na cidade. 

Como o Vagão Literário ficou quase dois anos fechado, quem passa pelo local acha que o espaço deveria ser melhor utilizado. 

A prefeitura de Divinópolis abriu mão do vagão, mas a prefeitura de Carmo do Cajuru sinalizou interesse em colocá-los nos trilhos. Por lá, a prefeitura pretende desenvolver na cidade um teatro itinerante. Ainda não foi definida uma data para retirada do Vagão Literário e enquanto isso, de portas fechadas, a unica coisa que persiste pelo local é a sujeira. 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com