Publicidade

Veja como entrar no mercado de cursos on-line

Postado em 31/07/2020 10:20

Ministrar um curso de qualificação atualmente não é exclusivo para quem é professor. O conhecimento adquirido na prática, ao longo dos anos no trabalho, tem muito valor aos olhos do público. Isso porque você pode ensinar o que realmente funciona no dia a dia profissional.

Esse tipo de curso tem sido uma escolha frequente para quem deseja aprimorar os conhecimentos. Com a pandemia, os cursos on-line de qualificação cresceram ainda mais. O Google divulgou dados que indicaram aumento de 130% na busca por especializações EAD no início do isolamento social.

E há aulas nos mais variados segmentos: de confeitaria, passando por marcenaria, artesanato e marketing digital. Ou seja, independente do seu campo de atuação, seus conhecimentos podem se transformar em um curso. Na prática, é mais uma fonte de renda. Você também irá ganhar mais reconhecimento no mercado. Afinal, só ensina quem sabe o que faz.

Mas como entrar no mercado de cursos on-line? É o que vamos mostrar.

Presença digital prévia

Você já tem uma presença on-line? Caso tenha respondido não, é o momento de começar. Se já tem, fortaleça sua imagem. A reputação fora do digital com certeza refletirá na performance virtual. Mas ela não é suficiente para ter sucesso na venda dos cursos. Comece a se posicionar o quanto antes para que as pessoas te conheçam, e quando você lançar seu curso elas tenham mais confiança para se matricularem no seu curso.

Ensine o que você sabe

O mais interessante dos cursos on-line é aprender com quem faz. Assim, não se deixe levar pelo que está em alta. Opte por ensinar o que você vivencia. Há vantagens nisso. Trabalhar com nichos, um grupo menor dentro de um segmento, é promissor. Isso porque no nicho é mais fácil identificar as necessidades do público e, geralmente, é um mercado menos explorado comercialmente.

Coloque no papel os módulos, o que terá em cada um deles, materiais de apoio necessários e atividades para os alunos.

Ao fazer isso, você já terá clareza do que precisa para lançar o seu primeiro curso on-line.

Comece com um curso menor

Se você é iniciante nos cursos on-line, começar com uma masterclass é mais complexo do que com um curso mais breve. Como tudo que é novo, que você nunca fez, é no processo que vai descobrir realmente como colocar um curso on-line no mercado.

Assim, pense em um roteiro menor, mas que faça diferença na vida das pessoas, para estrear nesse segmento.

Trace estratégias e peça ajuda se precisar

Além de gravar videoaulas e preparar materiais de apoio para os alunos, você precisa ter uma estratégia para seu curso vender. Pense em parcerias para divulgação e conte com quem já é veterano em estratégias para venda de cursos on-line. Provavelmente, na estratégia entrarão várias ferramentas, como:

Se ainda está receoso para investir em um profissional ou empresa para te ajudar, aprenda bastante com quem já tem sucesso por meio da leitura e, até mesmo, com um curso sobre como ter um curso on-line rentável. Nós temos, inclusive, um um curso sobre como vendê-los, é gratuito, acesse.

Além de tomar nota sobre o que o professor diz, observe o que faz diferença para você na experiência.

O que faria diferente?

Quais pontos chamam a sua atenção?

Reflita e coloque em prática quando for vender seu curso EAD.

Gravação de videoaulas e desenvolvimento de materiais para curso on-line

É possível que você grave as aulas do seu curso on-line sozinho. Para tal, pesquise quais são os equipamentos que garantem a qualidade necessária para que os alunos consigam aproveitar bem seus ensinamentos. Também desenvolvemos um curso gratuito sobre como você pode fazer isso. Lembre-se do áudio também. Costuma-se dizer que assistir uma aula com imagens razoáveis é fácil, mas se o som é ruim não é possível.

O ideal é contratar uma equipe para ajudá-lo. Apesar de parecer mais um investimento, a médio e longo prazo você pode até economizar ao ter profissionais para captação e edição do seu curso. Um curso com melhor qualidade vende mais. Além disso, você poupa tempo e dinheiro. Com a equipe, não precisa comprar equipamentos e nem se dedicar a entender como as câmeras funcionam.

Curso com inscrições sempre abertas ou com lançamento

Há cursos on-line com inscrições sempre abertas e outros que disponibilizam matrículas de tempos em tempos. Existem vantagens e pontos negativos nos dois formatos. No entanto, para quem está começando neste mercado, fechar as vendas em um primeiro momento é mais estratégico.

Por quê?

É a primeira vez que você lança um curso on-line. Certamente, terá questões que serão revistas com os resultados e sua própria observação. Assim, quando lançar o seu primeiro curso on-line tenha em mente que ele será um piloto. Com a experiência, você pode mudar o seu modelo de negócios e optar por um curso com funil perpétuo (vendas sempre abertas) e até mesmo lançar uma plataforma com vários cursos em que as pessoas pagam uma mensalidade, estilo Netflix.

No entanto, dê tempo ao tempo para poder chegar ao ponto de lançar um conteúdo que valha a pena com um modelo mais encorpado.

Escolha uma boa plataforma de cursos on-line

Hotmart, Udemy e tantas outras plataformas. Há várias opções no mercado prontas. Recomendamos, inclusive, que você comece por elas ou uma plataforma EAD que faça a conexão com pelo menos um desses grandes players de cursos on-line. Isso porque estar nesses sites já ajuda na divulgação do seu curso.

O grupo JMV tem uma plataforma, a Nochalks, que faz essa conexão entre seu curso e a Hotmart. Na plataforma, você ainda vai contar com vários recursos:

Ajuste tudo, sempre!

Tome nota de tudo que deu certo e que pode ser aperfeiçoado no processo. Também observe os feedbacks dos alunos para aperfeiçoar o curso. Verifique o que mais deu certo em termos estratégicos e ajuste o que não funcionou tão bem. Ah, e não deixe de falar com a JMV Technology, a empresa que domina o processo de plataformas para cursos on-line de ponta a ponta e está nos cinco continentes do mundo.

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!