Publicidade

Sintram oficializa denuncias sobre condutas inadequadas e intimidatórias de chefias

Postado em 05/02/2021 12:11

Após denúncias de servidores, Sintram oficializa gestão municipal e cobra providências sobre condutas inadequadas e intimidatórias de chefias. O sindicato protocolou ofício com objetivo de formalizar o recebimento de várias reclamações/denúncias de servidores municipais relativas ao trato inadequado das chefias.  O Sindicato encaminhou ofício para o cumprimento da legislação, adotando medidas para prevenir e combater tais condutas irregulares.

No ofício, o sindicato expressa que as denúncias são graves e que tais condutas vêm causando “intimidação e constrangimento aos servidores, podendo, a vir a caracterizar até mesmo o assédio moral, o que não poderá ser admitido”.  Também no documento, o sindicato cita inclusive que a
diretoria chegou a presenciar a prática de conduta intimidatória a servidores.

Ainda no ofício, o sindicato ponderou que não desconhece que o início de uma gestão municipal é complexa, exige imenso esforço, seriedade e apresenta inúmeros desafios, estando assim sujeita a erros e acertos. No entanto, destacou que tais condutas são inadmissíveis e alertou que a repetição das mesmas caracteriza assédio moral, conforme lei municipal 5.534.

Advertisement

No documento, o sindicato pediu providências destacando ser necessária a implantação de medidas junto às chefias de modo a evitar e cessar essas condutas irregulares, exigindo o cumprimento da
legislação municipal e trato respeitoso junto aos servidores subordinados.

Promessas de campanha

No final do mês de outubro, o Sintram, em parceira com o Sintemmd, realizou uma série de entrevistas com os candidatos a prefeito de Divinópolis. Na oportunidade, o candidato Gleidson Azevedo participou com a vice, Janete Silva, e abordou temas de interesse do funcionalismo municipal, respondendo perguntas enviadas pelos próprios servidores municipais.

Entre os pontos de destaque da entrevista on line,  Azevedo garantiu que em sua gestão buscará a valorização do servidor público, citou que não haverá perseguição política e que pretende ter diálogo transparente com a classe. Disse que conhece as dificuldades dos servidores, citando inclusive que sua
esposa é professora na rede municipal. “A gente vai mostrar o que a gente consegue fazer e o que a gente não consegue fazer. Vocês (servidores) podem ficar tranqüilos, que quem vai tomar conta é o servidor público, porque com certeza se eu for eleito, daqui a quatro anos eu vou embora e quem continua na Prefeitura, com no coração batendo firme lá, são os servidores públicos, e são eles que têm que ser valorizados”, disse.

Assédio moral

Na entrevista aos sindicatos, a então candidata a vice, Janete, respondeu inclusive pergunta sobre o combate ao assédio moral por parte das chefias. A candidata frisou que é preciso entender que cargos de “chefia/liderança são passageiros” e ser chefe de alguém não dá o direito de maltratar, coagir e inibir as pessoas. Argumentou que é preciso apurar a situação porque muitas vezes algumas pessoas “ao serem chamadas atenção”  já entendem que seja assédio moral.  Disse que é preciso ouvir os dois lados, ouvir as pessoas que estão ao redor e realmente a situação sendo confirmada, promover
as punições cabíveis, visto que assédio moral é algo inadmissível.

Complementando a fala , Gleidson, mais uma vez,  disse que em seu governo não haveria perseguição. Clique aqui e confira entrevista:
https://www.youtube.com/watch?v=gsbVMHFRtek

Valorização

A presidente do Sintram, Luciana Santos, disse que o sindicato está vigilante e espera que o prefeito e a vice cumpram as promessas de campanha relativa a valorização e respeito a categoria. “Na reunião com a vice-prefeita ela nos garantiu que irá se reunir com as chefias para tratar dessas denúncias. Pedimos um tratamento digno e respeitoso aos nossos valorosos servidores, não podemos admitir essa situação. E esperamos que o prefeito e a vice como nos prometeu busquem a valorização da categoria, e valorização  inclui o relacionamento saudável e respeitoso por parte das chefias. Sabemos que o adoecimento do servidor muitas vezes está ligado ao trabalho, então esperamos esse acolhimento garantido  pelo prefeito e vice nas promessa de campanha e que é direito dos nossos servidores”, disse.

O vice-presidente, Wellington Silva, disse que ainda que o sindicato espera que a administração resolve a situação e frisou que  o sindicato continua aberto para acolher as denúncias da categoria. “Os servidores não podem sofrer calados, nossa orientação é que denunciem, procurem o sindicato. Aguardamos que a administração não permita que isso aconteça mais, mas alertamos aos  servidores, que caso continue essa condutas irregulares, estamos à disposição para a devida orientação e apoio aos mesmos”, comentou.

Confira vídeo produzido pelo sindicato  que orienta os servidores sobre o
assédio moral:

 <https://www.youtube.com/watch?v=HRMWvEYPmmQ>
https://www.youtube.com/watch?v=HRMWvEYPmmQ

Comente! *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade
Veja também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
plataforma ead
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!