Sintram diz que Centro de Saúde do bairro Itaí está em condições insalubres - Portal MPA

Publicidade

Sintram diz que Centro de Saúde do bairro Itaí está em condições insalubres

Postado em 06/01/2022 15:42

Em nova inspeção, Sintram encontra Centro de Saúde do bairro Itaí em condições insalubres. Foto: Pollyanna Martins//Comunicação Sintram

 

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e da Região Centro-Oeste (Sintram) realizou uma séria de inspeções em várias unidades de saúde nesta semana. Segundo o Sintram, em todas foram encontradas problemas de mofo, infiltrações e de rachaduras.

Nessa terça-feira, 4, a diretora de formação sindical, Geise Silva, e o diretor financeiro do sindicato, Vantuil Alves, visitaram o Centro de Saúde do bairro Itaí. Durante a inspeção, os diretores do Sintram encontraram a sala de pediatria da unidade de saúde tomada pelo mofo.

De acordo com a diretora de formação sindical, os servidores relataram que o problema se agravou com as chuvas, que atingem a cidade desde o dia 29 de dezembro, e por causa da piora da situação, a sala precisou ser isolada.

“Uma parede da sala onde é feito o atendimento pediátrico está com rachaduras e foi tomada pelo mofo. Os servidores nos relataram que ficou impossível realizar qualquer tipo de atendimento, e por isso ela precisou ser isolada. É uma situação extremamente preocupante por se tratar de um Centro de Saúde, que realiza atendimento o dia inteiro. Lá tem um grande fluxo de pessoas, e é inadmissível que os servidores trabalhem em um local insalubre, e que a população seja atendida em condições precárias”, ressalta.

Além da sala de pediatria, diversos focos de infiltrações e paredes com mofo foram encontrados no Centro de Saúde. Ainda segundo Geise, os servidores informaram que diversos funcionários foram afastados devido a problemas respiratórios.

“O muro que fica atrás dos consultórios médicos está totalmente tomado pelo mofo. Nós encontramos diversos pontos com infiltração, incluindo a sala de imunização, onde tem vacinas armazenadas. Por causa dessa situação, servidores foram afastados por problemas respiratórios”, detalha.

Medidas

Segundo o diretor financeiro do Sintram, Vantuil Alves, o sindicato enviou um ofício ao Centro de Referência em Saúde e Segurança do Trabalhador (Cresst) solicitando a emissão de um parecer técnico sobre as condições do local e a devida orientação ao gestor municipal para que sejam feitas as devidas reformas, para garantir condições de trabalho e atendimento adequadas para os servidores e os usuários.

De acordo com Geise, foi realizada uma reunião com o secretário municipal de saúde, Alan Silva, e as reformas das unidades de saúde foram debatidas no encontro. “O secretário nos garantiu nas unidades que estão em imóveis alugados os proprietários serão acionados judicialmente, já as unidades dos bairros Itaí e São José foi publicado chamamento para uma empresa privada fazer a reforma”, informa.